Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Torcida

Bicampeão olímpico, Giovane Gávio é anunciado para a classe 2021 do Hall da Fama do Vôlei

Ao lado de Serginho, também eleito, mineiro se junta a outros brasileiros como Bernard, Maurício, Giba, Nalbert, Fofão, Ana Moser, Emanuel, Loiola, Jackie Silva, Shelda, Adriana Behar e Sandra Pires, além de Carlos Arthur Nuzman e Bebeto de Freitas. Cerimônia será nos dias 15 e 16 de outubro

Giovane foi campeão nos Jogos Olímpicos de Barcelona-1992. Foto: Divulgação Giovane foi campeão nos Jogos Olímpicos de Barcelona-1992. Foto: Divulgação

Rio de Janeiro (RJ) – Giovane Gávio é oficialmente membro do Hall da Fama do Vôlei. Bicampeão olímpico, Gigio recebeu a notícia de que foi eleito para a classe 2021 de George Mulry, diretor-executivo da entidade, numa chamada de vídeo na noite da última segunda-feira, dia 11. Giovane participava da gravação de um podcast ao lado de Serginho, que também foi surpreendido pela notícia de sua eleição para a classe 2021, em conversa com Nalbert e Maurício – ambos membros do Hall da Fama. A cerimônia está marcada para os dias 15 e 16 de outubro, em Holyoke (Masschusetts), onde a modalidade foi criada. A surpresa emocionou Giovane.

Sinceramente, é difícil falar. É uma emoção diferente, um momento marcante, de reconhecimento e muita alegria. Por todo o esforço e dedicação de tantos anos… Fico feliz em poder estar ao lado do Escada também, um parceiro de tantos anos, de tantas conquistas que não foram só nossas, foram do povo brasileiro. Estou muito feliz, muito mesmo, estou até agora sem saber bem o que dizer – afirmou Giovane, medalhista de ouro nos Jogos de Atenas-2004 e Barcelona-1992.

Brasileiros no Hall da Fama

Além de Giovane e Serginho, outros brasileiros fazem parte do Hall da Fama do Vôlei: Bernard, Maurício, Giba, Nalbert, Fofão, Ana Moser, Emanuel, Loiola, Jackie Silva, Shelda, Adriana Behar e Sandra Pires, além de Carlos Arthur Nuzman e Bebeto de Freitas.

O bicampeonato olímpico veio nos Jogos de Atenas-2004. Foto: Divulgação

Giovane Gávio

Principais Títulos (como jogador): (pela Seleção Brasileira) Duas vezes medalha de ouro nos Jogos Olímpicos (2004/1992), campeão do Campeonato Mundial (2002), campeão da Copa dos Campeões (1997), campeão da Copa do Mundo (2003), tetracampeão da Liga Mundial (2004/2003/2001/1993), medalha de prata (1999/1991) nos Jogos Pan-Americanos, medalha de bronze (2003) nos Jogos Pan-Americanos, tricampeão da Copa América (2001/1999/1998) e octocampeão do Campeonato Sul-Americano; (por clubes) Bicampeão Brasileiro (1989/1987); (na praia) Campeão do Circuito Brasileiro (1998)

Destaque: Disputou mais de 400 jogos oficiais pela Seleção Brasileira em 17 anos. Disputou os Jogos Olímpicos de Atenas (2004), Sydney (2000), Atlanta (1996) e Barcelona (1992). Formou dupla com Tande no vôlei de praia. Gestor do vôlei e do vôlei de praia nos Jogos Olímpicos Rio-2016. Técnico da Seleção Brasileira sub-23.
Prêmios: Eleito ‘Atleta do Ano do Vôlei’ (Prêmio Brasil Olímpico-COB / 2003), ‘Melhor Atacante do Mundo’ (Copa do Mundo / 2003), ‘Melhor Jogador do Mundo’ (Liga Mundial / 1993) e ‘Melhor Bloqueador do Mundo’ (Copa do Mundo / 1989). Membro do Hall da Fama do Vôlei (classe 2021)






Você pode gostar