Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Everton termina artilheiro e Daniel Alves é eleito melhor jogador

Além de artilheiro, Everton foi o melhor jogador da final; troféu de melhor jogador é mais um para a vasta coleção de Daniel Alves

Publicado

em

PUBLICIDADE

Willian Matos
redacao@grupojbr.com

A Copa América, que terminou com o Brasil campeão, ameaçava ter 14 artilheiros ao final da competição neste domingo (7/7). No entanto, com os gols na final, Everton “Cebolinha” e Guerrero, com três gols cada, ficaram com a alcunha.

Porém, segundo critérios da Fifa, precisa haver desempate na decisão. Everton, por ter dado mais assistências durante o campeonato, ficou com o troféu.

Antes de a final começar, a Copa América tinha 14 artilheiros, todos com dois gols. São eles: Sergio Agüero (Argentina), Paolo Guerrero e Edison Flores (Peru), Roberto Firmino, Everton e Philippe Coutinho (Brasil); Lautaro Martínez (Argentina), Eduardo Vargas e Alexis Sánchez (Chile); Duván Zapata (Colômbia), Koji Miyoshi (Japão), Edinson Cavani e Luis Suárez (Uruguai); e Darwin Machís (Venezuela).

Man of The Match

Everton Cebolinha, além de artilheiro, foi eleito o melhor jogador da final contra o Peru. O atleta de 23 anos abriu o placar e sofreu o pênalti que originou o terceiro gol. Durante toda a competição, Cebolinha esbanjou dos dribles e da velocidade que quem lhe acompanha no Grêmio conhece bem.

Publicidade
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Melhor jogador

O melhor jogador da Copa América 2019 é Daniel Alves. Capitão desta seleção, Dani faz parte de uma defesa que tomou apenas um gol — oriundo de um pênalti contestável.

O troféu da Copa América é o 42º título da carreira do atleta de 36 anos. Daniel Alves é o maior vencedor da história do futebol, à frente do brasileiro Maxwell, que tem 40, e do galês Ryan Giggs, que se aposentou com 36.


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade