Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Torcida

Ceará vence Bahia e fica mais perto do tricampeonato da Copa do Nordeste

No próximo sábado (8), as equipes voltam ao campo na Arena Castelão pelo segundo jogo da final, também às 16h

O Ceará venceu o Bahia por 1 a 0 e está mais perto de se tornar tricampeão da Copa do Nordeste. A partida, disputada na tarde deste sábado (1º), no Estádio Pituaçu, em Salvador, começou sem empolgação das equipes. O gol só foi sair aos 47 minutos do segundo tempo, após cobrança de falta de Jael.

No próximo sábado (8), as equipes voltam ao campo na Arena Castelão pelo segundo jogo da final, também às 16h. Antes disso, o Ceará viaja para enfrentar o Bolívar, na Bolívia, pela Sul-Americana, na quarta-feira (5). O Bahia, por outro lado, recebe o Independiente, no Pituaçu, na terça-feira (4). Os jogos estão marcados para às 19h15.

Muita movimentação no começo

O jogo começou movimentado e com faltas de ambos os lados. As equipes permaneceram se estudando, mas o gramado molhado e escorregadio também contribuiu para que nenhuma chance real de gol fosse criada durante os primeiros minutos. O Bahia aproveitou melhor as chances, conseguindo roubar a bola em posições avançadas do campo, e conseguiu trocar passes, deixando a bola com os seus ataques. O Vozão, entretanto, não conseguia construir.

Aos 15 e 16 minutos, por exemplo, Thaciano teve uma oportunidade e chutou para fora.

Bahia fica com um a menos

Em uma disputa no meio de campo, o zagueiro Luiz Otávio, do Bahia, entrou de carrinho numa dividida com Lima, atacante do Ceará. Por conta da violência do lance, o zagueiro do Esquadrão foi expulso da partida aos 18 minutos do primeiro tempo. O atacante recebeu atendimento dentro de campo por cerca de três minutos, mas continuou na partida. Dado Cavalcanti fez uma substituição no momento da expulsão, tirando Daniel e colocando o zagueiro Juninho para tentar fechar o espaço deixado na defesa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ceará ganha espaço

Com a expulsão de Luiz Otávio, o Ceará começou a construir as jogadas de uma forma mais perigosa. Vizeu teve uma chance impedido aos 32 minutos. Aos 40, Matheus Teixeira foi obrigado a salvar o Bahia de levar o primeiro gol. Vina cobrou uma falta com força, direto para o gol, e o goleiro teve que voar para defender. A bola ainda bateu no travessão em seguida.

Ceará também fica com um a menos

Enquanto ganhava espaço em campo, o Ceará também sofreu o baque de perder um jogador. Em lance semelhante à expulsão de Luiz Gustavo, o meio-campista Charles, do Vozão, deu um carrinho e atingiu o lateral-direito Nino Paraíba. Por conta da intensidade do lance, o árbitro decidiu pela expulsão do jogador, mantendo o mesmo critério do primeiro lance. Nino precisou de atendimento médico, mas também se recuperou e voltou para o jogo.

Segundo tempo começa sem grandes chances

Com as expulsões em cada time, o segundo tempo começou morno. O Ceará continuava melhor e a opção do técnico Guto Ferreira foi por não colocar um jogador que fizesse a mesma função de Charles. Pelo lado do Bahia, o time construía jogadas pelas laterais, mas não conseguia finalizar com grande perigo. Aos 8 minutos, Mendonza cabeceou para fora. O Bahia fez o mesmo aos 17 minutos, com Conti. Depois disso, o jogo continuou morno. Aos 44, Matheus Galdezani cobrou uma falta para dentro da área e o goleiro Richard não conseguiu segurar a bola. Ela bateu na trave e foi afastada pela zaga.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ceará vence a partida com gol no fim

A lei do ex foi aplicada na primeira partida da final da Copa do Nordeste. Jael entrou em campo aos 42 minutos do segundo tempo e, aos 47, teve a chance de se consagrar. Ex-jogador do Bahia, ele se preparou para a cobrança e mandou uma bomba. A bola desviou na barreira do Esquadrão, em Óscar Ruiz, e enganou o goleiro Matheus Teixeira, que não conseguiu defender. Gol no final e vantagem para o Ceará na segunda partida da final, que será disputada no próximo sábado (8), às 16h, na Arena Castelão.

Bahia: Matheus Teixeira, Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio, Matheus Bahia, Patrick de Lucca, Thaciano (Matheus Galdezani), Daniel (Juninho), Rodriguinho (Thonny Anderson), Gilberto (Alesson) e Rossi (Óscar Ruiz). Técnico: Dado Cavalcanti.

Ceará: Richard, Buiú, Messias, Luiz Otávio, Bruno Pacheco, Oliveira, Charles, Vina (Yony Gonzáles), Lima (Pedro Naressi), Felipe Vizeu (Saulo Mineiro), Mendoza (Jael). Técnico: Guto Ferreira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

FICHA TÉCNICA COPA DO NORDESTE – PRIMEIRA FINAL

BAHIA 0 x 1 CEARÁ

  • Data: 01/05/2021 (Sábado)
  • Local: Pituaçu/Salvador
  • Árbitro: Antônio Dib Moraes de Sousa/Piauí
  • Auxiliares: Rogério de Oliveira Braga/Piauí e Márcio Iglésias Araújo Silva/Piauí
  • Var: Caio Max Teixeira/Bahia
  • Cartões amarelos: Rossi (BAH), Patrick de Lucca (BAH), Vina (CEA), Nino Paraíba (BAH)
  • Cartões vermelhos: Luiz Otávio (BAH), Charles (CEA) Gols: Jael (Ceará, aos 47 minutos do segundo tempo, 1-0)

As informações são da FolhaPress






Você pode gostar