Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Torcida

Após desistir de cinco provas, Simone Biles vai disputar final da trave da ginástica em Tóquio

A confirmação da participação de Biles foi anunciada nesta segunda-feira pela Federação Americana de Ginástica em um breve comunicado

USA’s Simone Biles waves after the artistic gymnastics women’s all-around final during the Tokyo 2020 Olympic Games at the Ariake Gymnastics Centre in Tokyo on July 29, 2021. (Photo by Loic VENANCE / AFP)

Depois de ficar fora das finais por equipe, individual geral, salto, barras assimétricas e solo para cuidar de sua saúde mental, a ginasta Simone Biles confirmou presença na final da trave da ginástica artística dos Jogos Olímpicos de Tóquio, prova que também terá a brasileira Flávia Saraiva.

A confirmação da participação de Biles foi anunciada nesta segunda-feira pela Federação Americana de Ginástica (USA Gymnastics, na sigla em inglês), em um breve comunicado.

“Estamos muito animados em confirmar que vocês verão dois atletas americanos na final da trave amanhã – Suni Lee e Simone Biles. Mal podemos esperar para vê-las”, informou a federação nas redes sociais, fazendo menção também a Sunisa Lee, atleta americana que faturou o ouro no individual geral e bronze nas barras assimétricas.

A final da trave é a última da ginástica artística feminina nos Jogos Olímpicos de Tóquio e será disputada nesta terça-feira a partir das 5h50 (horário de Brasília).

Biles se classificou para todas as quatro finais do aparelho, mas optou por se retirar de todas, exceto a trave. Antes, ela já havia desistido da competição por equipes depois de se perder no ar e da final geral para se concentrar inteiramente em sua saúde mental.

Em suas redes sociais, Biles detalhou suas lutas no treinamento com os “twisties”, um termo da ginástica para quando o corpo e a mente de uma ginasta não estão em sincronia.

“Minha mente e meu corpo simplesmente não estão em sincronia”, explicou a ginasta americana. “Para qualquer um que diga que parei. Eu não desisti”, completou a estrela da ginástica. Ela relatou que havia sofrido com o problema anteriormente, mas apenas no chão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A desorientação relatada por Biles é causada por problemas de saúde mental, intensificados em momentos de pressão, como a disputa dos Jogos Olímpicos. A decisão de não participar das disputas foi tomada em conjunto com a equipe médica da ginástica americana, visando evitar qualquer tipo de lesão grave.

Biles terá a chance de ganhar sua segunda medalha em Tóquio, já que, apesar de ter sido retirada da final após uma falha no salto, levou a prata na disputa por equipes. Ela ostenta quatro ouros e um bronze conquistados na Olimpíada do Rio, em 2016.

Estadão Conteúdo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar