fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Regina Duarte é exonerada da Secretaria de Cultura

Atriz anunciou há quase um mês que deixaria o cargo, mas seguiu dando expediente em Brasília. Prometido por Bolsonaro, cargo na Cinemateca ainda não foi oficializado

Avatar

Publicado

em

REGINA DUARTE
PUBLICIDADE

Quase um mês depois de anunciar que deixaria o cargo, a atriz Regina Duarte foi, enfim, exonerada da Secretaria de Cultura do governo Bolsonaro. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (10).

Quando disse que estava saindo da pasta, Regina Duarte apareceu em vídeo do lado de Bolsonaro, que prometeu a ela a direção da Cinemateca Brasileira, instituição responsável pela preservação da produção audiovisual brasileira e é vinculada à Secretaria da Cultura. Contudo, a atriz não assumiu o órgão e continuou dando expediente em Brasília.

Regina Duarte assumiu a pasta, vinculada ao Ministério do Turismo, no dia 4 de março, após a saída de Roberto Alvim. O último secretário saiu após utilizar as referências do nazista Joseph Goebbels, ministro da Propaganda de Adolf Hitler, em um vídeo.

Em sua passagem pela Secretaria, Regina acumulou polêmicas e somou poucas ações pela cultura brasileira. O embate com Bolsonaro sobre a nomeação de Dante Mantovani e a aparição polêmica no canal de TV fechada CNN marcaram o período da atriz no atual governo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade