Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Luis Miranda tem 30% do salário penhorado para pagar dívida trabalhista

De acordo com a Justiça, a dívida é oriunda da clínica de estética Fitcorpus, que o deputado criou em 2005. Ele era sócio e vendia franquias

Publicado

em

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Aline Rocha
redacao@grupojbr.com

O deputado federal Luis Miranda teve 30% do salário bruto penhorado, por ordem da Justiça do Trabalho do Distrito Federal, até que o valor seja o suficiente para quitar dívida de R$ 35.553,95 com uma ex-funcionária. 

A decisão é da juíza da 4ª Vara do Trabalho de Brasília, Naiana Carapeba Nery de Oliveira, e permite que o oficial de Justiça requisite força policial “caso seja criado qualquer obstáculo ao cumprimento” do mandado de penhora. 

De acordo com a Justiça, a dívida é oriunda da clínica de estética Fitcorpus, que o deputado criou em 2005. Ele era sócio e responsável por vender franquias da empresa. A dívida existe desde 2012. A assessoria do deputado afirma que Miranda não foi notificado e não tem conhecimento da decisão. 

Luis Miranda é acusado de aplicar golpes milionários tantos no Brasil quanto nos Estados Unidos. Dos casos expostos, ao menos dois envolviam a empresa Fitcorpus.

O ponto principal da estratégia do deputado para não ser pego era mandar os funcionários da Fitcorpus dizerem que a empresa não funcionava no local em que realmente funcionava, quando o oficial de Justiça chegasse. Luis Miranda nega todas as acusações. O DEM exigiu esclarecimentos.


Você pode gostar
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *