fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Crítica de Guedes à oposicionistas repercute no Twitter

O ministro também disse que os responsáveis pelos vazamentos são aqueles que não aceitaram a vitória de Bolsonaro

Lindauro Gomes

Publicado

em

PUBLICIDADE

Uma fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, em palestra ocorrida na sexta-feira, 26, na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ) gerou uma campanha que repercute nas redes sociais entre apoiadores do governo Jair Bolsonaro (PSL) na manhã desta segunda-feira, 29.

O trecho, uma crítica do ministro à oposição e à imprensa, de modo geral, viralizou desde a noite de domingo, 28, e levou a #VaiTrabalharVagabundo, expressão de Guedes dirigida aos críticos, ao primeiro lugar no ranking dos assuntos mais comentados do Twitter brasileiro.

Em tom de indignação, Guedes rebateu quem afirma que o governo vive um “caos político” e argumentou que o País vive normalidade democrática uma vez que as instituições estão funcionando. “Não tem caos político. Tudo está funcionando. Supremo está funcionando, Congresso está funcionando. Por que essa psicologia da destruição?”, disse o ministro.

“Eu quero acreditar que eu estou em uma democracia e que não é saci-pererê, caminha com as duas pernas. Às vezes ganha um, às vezes ganha o outro”, continuou Guedes, argumentando então que os vazamentos de conversas entre autoridades tem como objetivo derrubar o governo. “Será que vão gravar todo mundo até derrubar alguém?”, questionou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O ministro também disse que os responsáveis pelos vazamentos são aqueles que não aceitaram a vitória de Bolsonaro. “Isso é um negócio ridículo, patético. O cara perde a eleição e fica o dia inteiro tentando derrubar o outro. Vai trabalhar, vagabundo, pô!”, encerrou.

O vídeo com a fala de Guedes e a #VaiTrabalharVagabundo aparecem também nas redes sociais de deputados do PSL, como Carla Zambelli (PSL-SP) e Daniel Silveira (PSL-RJ).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade