fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Bolsonaro, sobre enfrentamento à covid: “Não faltaram recursos e equipamentos”

Presidente fez pronunciamento de Natal. Nele, exaltou a criação do auxílio emergencial e lamentou as mortes em decorrência do novo coronavírus

Willian Matos

Publicado

em

Foto: Reprodução/TV
PUBLICIDADE

O presidente Jair Bolsonaro fez, na noite de quinta-feira (24), um pronunciamento em rede nacional. Além de desejar feliz Natal e próspero ano-novo aos brasileiros, Bolsonaro falou sobre o enfrentamento à covid-19.

“Não faltaram recursos e equipamentos para todos os estados e municípios no combate ao coronavírus, dentre outras ações”, declarou o presidente. “Nossos esforços sempre tiveram como foco principal a preservação da vida e de empregos, pois saúde e economia caminham juntas, lado a lado”, destacou.

Desde o início da pandemia, Bolsonaro foi criticado pela postura negacionista diante da pandemia do novo coronavírus. O presidente chegou a chamar a covid-19 de “gripezinha”, tentou emplacar remédios de eficácia não comprovada, como a hidroxicloroquina e a ivermectina, e, mais recentemente, tem dado declarações contra as vacinas que vêm sendo produzidas para combate à doença.

Leia mais: “Salve a vida dos brasileiros de seu país”, clama Doria a Bolsonaro

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O chefe do Executivo também falou sobre o auxílio emergencial, criado para amenizar financeiramente os impactos da pandemia. Para Bolsonaro, o benefício “ajudou milhões de famílias”. “Facilitamos e ampliamos o crédito para as pequenas e microempresas, custeamos parte dos salários dos trabalhadores”, completou.

Por fim, Bolsonaro se solidarizou com pessoas que perderam entes e amigos para a pandemia. “No dia 25 de dezembro, celebraremos uma das maiores e mais importantes festas do cristianismo: o Natal. Nessa ocasião, solidarizo-me, particularmente, com as famílias que perderam seus entes queridos neste ano. Externo meus sentimentos, pedindo a Deus que conforte os corações de todos.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, encerrou o pronunciamento projetando um 2021 como um ano para se “agir e dar mais valor ao próximo”. “2021 renasce com o desejo de fazer o bem, de valorizar pequenos gestos, de agir e dar mais valor ao próximo. Agradecemos a união e os esforços dos nossos voluntários em diversas áreas, principalmente aqueles que estavam na linha de frente.”




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade