Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Saúde e empresariado discutem enfrentamento da pandemia

O Ministério da Saúde tem apostado na vacina como principal medida para a retomada econômica

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, debateu nesta terça-feira (20) estratégias de enfrentamento à covid-19 no setor produtivo com o Conselho Diálogo pelo Brasil. O encontro ocorreu por videoconferência e contou com a presença do presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf.

O Ministério da Saúde tem apostado na vacina como principal medida para a retomada econômica. Aliada à ampla campanha de vacinação, a pasta recomenda uma série de medidas preventivas que ajudam a conter a disseminação do vírus.

“A questão da vacinação é prioridade para o governo federal. Nós já temos contratadas mais de 560 milhões de doses, o que é mais do que suficiente para vacinar toda a população brasileira. Também estamos trabalhando em programas para orientar sobre o uso de máscaras, a não aglomeração, a higiene das mãos e vamos disciplinar o uso dos transportes públicos, que é uma de nossas preocupações quanto à disseminação da covid-19 “, reforçou Queiroga.

Segundo o ministro, as especificidades de um país continental como o Brasil, com tantas diferenças geográficas, culturais e econômicas entre as regiões tornam o desafio do combate ao vírus ainda maior, sobretudo no contexto atual, no qual o mundo vem sendo afetado por variantes do coronavírus. “A segunda onda nos atingiu de maneira mais homogênea, dada a imprevisibilidade das variantes do vírus, que tem se mostrado mais contagiosa e letal. Mas nós temos observado que a vacinação dos grupos prioritários pode estar influenciando na redução de mortes de idosos”, explicou.

As informações são do Ministério da Saúde

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar