Menu
Política & Poder

Ninguém quer que acionista tenha um centavo de prejuízo, diz Lula sobre a Petrobras

No evento, porém, Lula e Magda defenderam o papel da Petrobras como indutor do crescimento e geração de empregos

Redação Jornal de Brasília

19/06/2024 21h02

Atualizada 20/06/2024 5h54

Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante a solenidade de posse de Magda Chambriard no cargo de Presidente da Petrobras, no CENPES. Rio de Janeiro – RJ. Foto: Ricardo Stuckert / PR

FERNANDA BRIGATTI E NICOLA PAMPLONA
SÃO PAULO, SP, E RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse nesta quarta-feira (19) durante a posse da nova presidente da Petrobras, Magda Chambriard, que os acionistas da companhia devem ter retorno de seus investimentos e que não há interesse em ver a estatal deficitária.

No evento, porém, Lula e Magda defenderam o papel da Petrobras como indutor do crescimento e geração de empregos, tônica das gestões anteriores do petista e promessa de campanha para o terceiro mandato.

“Ninguém quer que nenhum acionista tenha um centavo de prejuízo. Se investiu, tem direito a ter seu retorno do investimento. Ninguém quer que a Petrobras seja uma empresa deficitária, que ela perca dinheiro”, afirmou Lula.

Segundo o presidente, quanto mais lucrativa estiver a companhia, mais investimentos ela poderá fazer e isso será revertido em impostos. “Mais o Haddad vai ficar feliz com mais dinheiro para o Tesouro ajudar os prefeitos e os estados.”

O próprio ministro da Fazenda já havia defendido a geração de dividendos pela estatal como importante para o país. “A Petrobras, eu penso que, do ponto de vista da fazenda, é sempre vista como uma geradora de dividendos e royalties”, afirmou. “A gente tem que olhar para isso.”

Em uma cerimônia com a presença de sete ministros, o presidente Lula voltou a defender o papel da Petrobras para o crescimento do Brasil. Magda chegou à empresa com a missão de acelerar projetos e garantir resultados para o governo até a próxima campanha eleitoral.

Recebeu uma lista de projetos prioritários, como aumento da oferta de gás, investimentos em fertilizantes e encomendas a estaleiros nacionais. Ela disse nesta quarta que sua missão é “movimentar a Petrobras para arrastar o PIB”.

Mas também defendeu que sua gestão não apostará em projetos deficitários, mantendo a lógica empresarial como balizador da decisão de investimentos. É um projeto, disse “consonante com a visão de mercado”.

Lula voltou a criticar a Operação Lava Jato e a gestão Jair Bolsonaro (PL) que, segundo ele, quiseram desmontar a Petrobras para privatizá-la. “A farsa que sustentou a Lava Jato foi desmontada e aqui estamos de volta para reconstruir a Petrobras e o Brasil”, afirmou.

“Aos que não entenderam seu papel estratégico e quiseram dilapidar seu patrimônio, a Petrobras responde com mais investimentos e retomada a setores importantes”, prosseguiu.

Lula defendeu o retorno da empresa ao setor de fertilizantes, dizendo que pode ajudar o Brasil a enfrentar os efeitos da Guerra da Ucrânia, que afetou o abastecimento mundial. Há duas semanas, a empresa anunciou a reabertura de uma fábrica no Paraná.

Afirmou ainda que a empresa volta a investir em refino e gás natural, incluindo o desenvolvimento de um projeto de integração continental de gás. E defendeu investimentos em transição energética para garantir a sustentabilidade da empresa.

“Mesmo quando o petróleo não for mais o motivo da existência da Petrobras, ela será uma empresa de energia, vai refinar o nosso biodiesel, pode produzir hidrogênio verde”, afirmou.

Lula também elogiou a força de trabalho da estatal, sem a qual, disse, não seria possível construir uma “empresa da magnitude da Petrobras, nem o maior centro de pesquisa da América Latina”.

A posse de Magda Chambriard foi realizada no Cenpes (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento e Inovação Leopoldo Américo Miguez de Mello), zona norte do Rio.

“E quando vejo o que vocês fazem aqui na Petrobras, a inteligência humana, eu fico imaginando… um país como o Brasil, quem sabe não precise de inteligência artificial porque a nossa humana é muito competente e ela pode dar conta do recado”, disse.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado