Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Manifestantes bolsonaristas ameaçam repórter do Jornal de Brasília

Ameaça ocorreu após tentativa de furtar celular utilizado para gravações

Por Lucas Neiva 18/02/2021 5h43
Fotos: Lucas Neiva/ Jornal de Brasília

Um pequeno grupo de manifestantes pró-governo se reuniu para protestar próximo ao gramado do Congresso Nacional. No local, foram afixados cartazes exigindo a absolvição do deputado federal Daniel Silveira (PSL), preso na última terça feira (16) em função de um vídeo publicado nas redes sociais em que direciona ameaças e faz agressões a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Durante a apuração no local, os manifestantes direcionaram ameaças à reportagem, além de tentar impedir a execução da cobertura.

Além da absolvição do deputado, os manifestantes posicionaram um cartaz exigindo impeachment do ministro Alexandre de Moraes, do STF. Em um microfone ligado a uma caixa de som, um dos envolvidos exigiu: “Façam valer o nosso voto. Os deputados foram eleitos pelo povo, e não os juízes do STF”.

O manifestante também exclamou: “Cumpram o que está no artigo 53”, fazendo referência ao artigo da Constituição Federal que atribui imunidade civil e penal a deputados por opiniões emitidas.

"Façam valer o nosso voto. Os deputados foram eleitos pelo povo, e não os juízes do STF".

Tentativa de intimidação

A reportagem foi recebida pelos manifestantes com amplas tentativas de intimidação e ameaça de processo pelas fotografias. Uma das manifestantes, que não quis se identificar, declarou à reportagem: “Você agora está registrado como inimigo. (…) inimigo do povo”. A declaração foi seguida de uma tentativa malsucedida de arrancar a câmera da mão do repórter.

A hostilidade permaneceu até o momento em que um dos manifestantes afirmou: “Se você continuar nos fotografando, teremos problemas”. Quando questionado sobre qual seria o problema em questão, o manifestante arrancou da mão do repórter o celular utilizado para gravar a fala dos envolvidos e correu. O aparelho só foi devolvido mediante ameaça de boletim de ocorrência, e o manifestante exigiu a saída do Jornal de Brasília do local em troca.

Uma viatura da Polícia Militar foi informada pela reportagem sobre o ocorrido, e se posicionou para prestar apoio em caso de novos problemas por parte dos manifestantes.

A presença das autoridades não bastou para cessar a hostilidade. “Se eu virar as costas aqui, eu vou direto na sua cara”, ameaçou o manifestante portando microfone de costas para a reportagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um boletim de ocorrência foi registrado pela reportagem relatando a ameaça sofrida. Todas as fotografias e gravações de voz foram disponibilizados para a 5a Delegacia de Polícia da Polícia Civil do Distrito Federal.






Você pode gostar