Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Lula pede apoio da Força Sindical para se aproximar do Centrão

Ex-presidente tem dito que é necessário buscar diálogo com partidos de fora da esquerda para formar frente ampla

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva trabalha para se aproximar de políticos de centro. Na última sexta-feira (16), Lula telefonou para membros da Força Sindical para pedir apoio e falar que começará a viajar pelo país.

Lula entende que é preciso aliar-se a partidos de centro para formar uma frente ampla pensando em 2022. O ex-presidente também ligou para Paulinho da Força (Solidariedade-SP). A informação é da coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

O petista está imune contra a covid-19 desde o último sábado (17), quando completaram-se duas semanas desde a segunda dose da vacina. Agora, Lula quer viajar buscando apoio para 2022.

Sem cantar vitória

Nos bastidores, Lula tem evitado cantar vitória com a decisão do STF. De acordo com a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo. Ainda há um passo importante na conquista à liberdade política. Nesta semana será julgada a suspeição do ex-juiz Sergio Moro, que não apenas anularia as sentenças, mas abriria a possibilidade de invalidar as provas de todos os processos.

Mesmo ainda não podendo comemorar, Lula considera que já obteve uma vitória moral ao tornar perceptível que Moro foi parcial em seus julgamentos. Para o petista, a decisão que o STF tomar na semana que vem não muda esta realidade. A informação é da colunista Mônica Bergamo.

Bolsonaro se mexe

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (19) que quem votar no ex-presidente nas eleições de 2022 “merece sofrer”. Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, Bolsonaro comentou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que anulou as condenações de Lula.

“Foi 8 a 3 o placar lá. Você interprete como quiser. Agora, pelo amor de Deus, o povo que por ventura vote em um cara desses, é um povo que merece sofrer”, disse Bolsonaro. Na última quinta-feira (15), por 8 a 3, os ministros do STF afirmaram que a 13ª Vara Federal de Curitiba não tinha competência para julgar os processos contra Lula.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar