Menu
Política & Poder

Lula diz que é fundamental o reconhecimento de um Estado palestino

O presidente do Brasil voltou a dizer que “já passou da hora dos super-ricos pagarem sua justa contribuição em impostos”

Redação Jornal de Brasília

06/03/2024 14h05

Foto: EVARISTO SA / AFP

Depois de se reunir com o presidente da Espanha, Pedro Sánchez, o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou nesta quarta-feira, 6, que a paralisia do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) frente à guerra em Gaza é “prova cabal da necessidade” de tornar esse órgão mais representativo. O chefe do Executivo brasileiro afirmou que é fundamental o reconhecimento de um Estado Palestino.

“O direito de vingança mata indiscriminadamente mulheres e crianças (…), direito de defesa transformado em direito de vingança constitui punição coletiva”, disse Lula, ao lado de Sánchez, ao reforçar que os dois governos estão comprometidos em avançar na parceria multilateral.

O presidente do Brasil voltou a dizer que “já passou da hora dos super-ricos pagarem sua justa contribuição em impostos”.

Lula reafirmou o compromisso do governo em tornar a indústria brasileira mais competitiva com acesso a financiamento com custos adequados, mas sem gerar “desmonte das políticas sociais” “Competitividade da economia não pode ser com redução da renda ou de políticas sociais”, afirmou.

Estadão conteúdo

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado