Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Lula critica orçamento secreto e defende revisão no modelo de negociação

“O presidente não tem mais nenhuma força no Orçamento, ele não executa. Eu nunca vi isso em todo esse tempo”, disse

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou o modelo de negociação de verbas federais feito pelo presidente Jair Bolsonaro, a quem chamou de “maluco beleza” em coletiva de imprensa em Brasília nesta sexta-feira, 8.

Durante a fala à imprensa, o petista defendeu uma revisão do modelo adotado e criticou o orçamento secreto, em que as verbas são pagas por meio das emendas do relator-geral. Lula afirmou que quem assumiu o comando das verbas foram o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). “O presidente não tem mais nenhuma força no Orçamento, ele não executa. Eu nunca vi isso em todo esse tempo”, disse.

O ex-presidente afirmou que o Congresso precisa se concentrar no papel de legislador, o presidente da República na execução e administração e o Judiciário deve julgar conforme a Constituição “Me parece que tudo está atropelado, é como se tivesse tudo no liquidificador disputando o mesmo espaço. É preciso acalmar, redefinir o papel de cada um”, afirmou,

Estadão Conteúdo








Você pode gostar