Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

‘Foco foi sempre o Senado’, diz Alvaro Dias após recusar disputar governo do PR

Antes de o ex-juiz lançar sua pré-candidatura ao Senado, no dia 12 de julho, era o senador quem liderava as pesquisas

Senador Alvaro Dias (Podemos-PR) foi acusado pelo PT de divulgar pesquisa eleitoral sem registro no TSE. Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O senador pelo Paraná e candidato à reeleição Alvaro Dias (Podemos) recusou oferta do União Brasil para que disputasse o governo do Estado em aliança com o ex-juiz Sérgio Moro (União), também candidato ao Senado. A proposta foi feita diretamente à deputada federal Renata Abreu, presidente do Podemos.

“Agradeci, mas continuo candidato ao Senado”, afirmou Dias, que aparece em segundo lugar nas pesquisas eleitorais mais recentes sobre a disputa da vaga, logo atrás de Moro. Conforme levantamento da Real Time Big Data divulgado no dia 21 de julho, Dias tem 26% das intenções de voto e Moro, primeiro colocado, tem 31%. Com a margem de erro, eles são considerados tecnicamente empatados.

Antes de o ex-juiz lançar sua pré-candidatura ao Senado, no dia 12 de julho, era o senador quem liderava as pesquisas. “Tive vários convites, inclusive do União Brasil para disputar o governo”, diz Álvaro Dias. “Eu respeito Moro tanto quanto os outros concorrentes, são todos importantes”, afirma.

Moro lançou a candidatura ao Senado em seu Estado natal, o Paraná, após ter domicílio eleitoral negado em São Paulo. Sua mulher, a advogada Rosângela Wolff Moro (União), deve se candidatar a deputada federal por São Paulo. Segundo Moro, ela estaria “pronta para representá-lo”.

Estadão conteúdo








Você pode gostar