Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Notícias

Bolsonaro: Petrobras terá nova dinâmica e nega canetaço em Lei das Estatais

Bolsonaro afirmou que seu indicado para a presidência da Petrobras, Caio Paes de Andrade, dará uma “nova dinâmica” à companhia

Foto: Reprodução/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira, 26, que seu indicado para a presidência da Petrobras, Caio Paes de Andrade, dará uma “nova dinâmica” à companhia.

“Caio hoje está tomando posse na Petrobras, teremos nova dinâmica na questão dos combustíveis. Tudo vai ser analisado na base da lei, sem querer mexer no canetaço na Lei das Estatais, sem querer interferir em nada, mas com muito respeito e muita responsabilidade”, declarou o chefe do Executivo em cerimônia no Palácio do Planalto.

O indicado, no entanto, teve o nome aprovado hoje pelo Conselho de administração da estatal – a data da posse ainda não foi anunciada.

Como mostrou o Broadcast Político, o governo usa a ameaça de instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras para pressionar por mudanças na Lei das Estatais que ampliem a ingerência política em empresas públicas e afrouxe restrições a indicações de partidos.

Em seu discurso, Bolsonaro ainda estimou que, nos próximos dois meses, haverá queda de “mais um dígito” na taxa de desemprego.

Ele se referia a um recuo de mais um ponto porcentual. “Especialistas diziam que a economia, no tocante à taxa de desempregados no Brasil, só começaria a apresentar resultado a partir de 2023. Segundo o IBGE, atingimos 9,4% de desempregados”, afirmou o presidente, citando números divulgados na última sexta-feira.

O chefe do Executivo também confirmou a ligação telefônica que teve durante a manhã com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, antecipada pela reportagem. “Tratamos de segurança alimentar e energética”, declarou o presidente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Teremos grande batalha nos próximos meses, bem contra o mal”, acrescentou, em referência às eleições, em que enfrenta o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), hoje líder das pesquisas de intenção de voto.

Na cerimônia, o governo apresentou os novos modelos de identidade e passaporte. A Carteira de Identidade Nacional (CIN) traz um QR Code e será emitida em todo o País a partir de 4 de agosto. A substituição do documento atual, que vale até 2032, será paulatina.

Já o novo passaporte será temático. Elaborado com mais tecnologia antifraude, o modelo quer “homenagear todas as regiões do Brasil por meio de ícones representativos dos biomas e da cultura de cada local”, explica o governo, em nota.

‘Boas notícias de fora’

Neste mesmo evento, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Brasil terá “boas notícias” nas próximas duas semanas relacionadas à melhoria do ambiente de negócios no País. “Teremos boas notícias lá de fora. Brasil tem avançado nas classificações”, disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Guedes citou ainda a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) sobre combustíveis e disse que ela auxiliará o governo no combate à crise econômica.

“Estamos à frente de outros países no fiscal e na política monetária. Vamos atravessar as turbulências e sair antes deles”, completou.

Estadão Conteúdo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar