Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Bolsonaro defende militares no governo: “É meu círculo de amizade”

Presidente assumiu que possui mais militares em seu governo do que na época da ditadura militar

Por Willian Matos 27/09/2021 12h15
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Willian Matos e Catarina Lima
[email protected]

Comemorando os 1000 dias de gestão, o presidente Jair Bolsonaro discursou nesta segunda-feira (27) no Palácio do Planalto. Dentre outros assuntos, Bolsonaro falou sobre as Forças Armadas e defendeu militares no governo justificando que trata-se do “círculo de amizade” dele.

Bolsonaro argumentou que o Ministério da Defesa foi criado em 1999 por “imposição política para tirar os militares deste prédio [Palácio do Planalto]” e confessou que possui mais militares em seu governo do que na época de presidentes da ditadura militar.

“Alguns criticam que eu botei militar demais, mais até, proporcionalmente, do que os governos, de Castelo Branco a Figueiredo. Sim, é verdade, é o meu ciclo de amizade, assim como de outros presidentes, foram de outras pessoas, era o ciclo de amizade deles”, declarou o presidente.

Antes, o presidente disse que as Forças Armadas não deverão cumprir ordens “absurdas” caso ocorram. “As Forças Armadas estão aqui. Estão. Ao meu comando? Sim, ao meu comando. Se eu der uma ordem absurda elas vão cumprir? Não. Nem a mim e nem ao governo nenhum”, ponderou.

O presidente disse ainda que o antigo Ministério dos Transportes era “um foco de corrução e escândalos semanais”. “É difícil a gente trabalhar certo? É. Porque as pressões são enormes contra você. Cada vez que a gente toca fogo no ninho de rato, né, Paulo Guedes, o pessoal se volta contra a gente”, afirmou.

Anderson Torres avalia positivamente

O ministro de Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, avaliou de maneira positiva os trabalhos no Ministério e levantou números. “Conseguimos estruturar os estados, distribuímos de 1 bilhão e meio de reais pros estados para estruturar a segurança pública. Acho que a gente tem avançado bastante e, de agora para frente, vamos finalizar as entregas e melhorar a vida do povo brasileiro”, resumiu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar