Menu
Política & Poder

Após posse no STF, Dino diz esperar contribuir para harmonia entre Poderes

Dino tomou posse como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) na tarde desta quinta-feira, 22

Redação Jornal de Brasília

22/02/2024 20h20

Foto: Agência Brasil

Em sua primeira declaração pública como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), onde tomou posse na tarde desta quinta-feira, 22, Flávio Dino reiterou que vai atuar com isenção e imparcialidade e disse que espera contribuir para a Corte elevar a harmonia entre os poderes “na medida em que for possível, cada um respeitando sua função e tendo muita ponderação”. Ele falou com jornalistas ao sair da sede do Supremo, onde passou as últimas horas recebendo cumprimentos dos presentes na cerimônia.

“O Supremo tem esse grande papel de controle sobre os outros Poderes, e isso faz com que às vezes haja, aqui e acolá, uma discordância, divergência, até um atrito. Mas quem conhece a história do direito constitucional no mundo sabe que sempre é assim”, afirmou.

Barroso

O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), disse que o ministro Flávio Dino, empossado hoje na Corte, é “exemplo de uma pessoa capaz de diálogo, preparada e bem-humorada”. Ele falou com jornalistas após a cerimônia de posse. Barroso ainda disse acreditar que o Brasil está caminhando para a “recuperação da civilidade em que as divergências são resolvidas com debate e não ofensas.

“O País vive um momento de recuperação da tranquilidade, da civilidade, das institucionalidade. Na vida, a gente precisa virar a página da história, mas não pode arrancar a página. A gente acaba tendo que passar pelo que tem que passar. Temos que trabalhar o máximo pela pacificação, pela união de pessoas que pensam diferente”, afirmou.

Dino tomou posse como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) na tarde desta quinta-feira, 22. Não há discursos formais na cerimônia de posse, mas Barroso fez uma rápida saudação de boas vindas ao novo ministro. “É uma pessoa recebida por todos nós com imensa alegria, um homem público que serviu ao Brasil com muitas capacidades nos Três Poderes”, afirmou.

Estadão Conteúdo

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado