Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Alexandre de Moraes decreta prisão de Daniel Silveira

Moraes já havia determinado uma multa de R$ 100 mil pelas violações, mas o deputado nunca pagou por afirmar não ter condições de arcar

Por Geovanna Bispo 24/06/2021 4h10

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes pediu, nesta quinta-feira (24), novamente a prisão do deputado Daniel Silveira. Silveira teria desrespeitado 36 vezes o uso da tornozeleira eletrônica. Segundo a equipe de Moraes, o ministro ainda não decretou o valor da fiança.

No começo do mês, Moraes já havia determinado uma multa de R$ 100 mil pelas violações, mas o deputado nunca pagou por afirmar não ter condições de arcar. “Vossa Excelência acessou os contracheques do requerido e percebeu, ou não quis, que o mesmo auferiu rendimento médio de 21 mil nos últimos cinco meses, o que impede a juntada em 48 horas de algo que se consegue em cinco meses”, disse a defesa do deputado em pedido enviado ao ministros.

Silveira foi preso em fevereiro após publicar um vídeo onde faz apologia ao Ato Institucional 5 (AI-5) e faz ataques a ministros do Supremo. Na época, o pedido também foi feito por Moraes. Desde março está e regime domiciliar.

“O réu Daniel Silveira, entretanto, manteve seu total desrespeito à Justiça, cometendo novas violações ao monitoramento eletrônico mesmo após a decisão que estabeleceu a fiança”, afirmou Moraes.

Na filmagem que levou à sua prisão, Silveira usa palavras de baixo calão contra o ministro Edson Fachin e outros ministros do Supremo, acusa-os de vender sentenças e sugere agredi-los.

“Hoje você se sente ofendidinho, dizendo que é pressão sobre o Judiciário, é inaceitável.​ Vá lá, prende Villas Bôas. Seja homem uma vez na tua vida, vai lá e prende Villas Bôas. Seja homem uma vez na tua vida, vai lá e prende Villas Bôas. Fala pro Alexandre de Moraes, o homenzão, o fodão, vai lá e manda ele prender o Villas Bôas.”

O deputado segue com as ofensas: “Vai lá e prende um general do Exército. Eu quero ver, Fachin. Você, Alexandre de Moraes, Marco Aurélio Mello, Gilmar Mendes, o que solta os bandidos o tempo todo. Toda hora dá um habeas corpus, vende um habeas corpus, vende sentenças”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com agências






Você pode gostar