Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Mundo

Rússia volta a lançar mísseis em Kiev na véspera de reunião de cúpula do G7

Os bombardeios acontecem no dia de início da cúpula do G7, que acontece no sul da Alemanha, da qual o presidente da Ucrânia

Por FolhaPress 26/06/2022 10h45

A capital da Ucrânia, Kiev, foi alvo neste domingo (26) de um ataque de mísseis russos. Eles atingiram um prédio residencial de nove andares e um jardim de infância perto do centro.

Os bombardeios acontecem no dia de início da cúpula do G7, que acontece no sul da Alemanha, da qual o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, participará por vídeo.

Quatro explosões foram registradas por volta das 06h30 (00h30 em Brasília) em Kiev, causando um grande incêndio, segundo jornalistas da AFP presentes no local.

O Ministério da Defesa da Ucrânia confirma que há mortos entre as vítimas, mas não especifica quantos.
Segundo o prefeito de Kiev, Vitali Klitshko, ao menos quatro pessoas foram hospitalizadas. Entre elas está uma menina de sete anos que foi resgatada dos escombros.

Klitshko também disse que a ação russa é uma tentativa de “intimidar os ucranianos (…) dada a proximidade da cúpula da Otan”. O encontro acontecerá em Madri, na Espanha, na próxima semana.
No Twitter, o Ministério da Defesa disse que “quando o mundo mergulha na temporada de férias e feriados de verão, a maior guerra do século 21 continua na Ucrânia”.

A capital ucraniana não registrava ataques russos desde o início de junho. Questionado por jornalistas, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, comentou os acontecimentos: “É mais uma barbárie dele”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar