Mundo

Papa Francisco expressa “solidariedade com o povo birmanês”

Francisco, que visitou Mianmar em 2017, afirmou que acompanha com “profunda preocupação” o golpe de Estado das Forças Armadas

Pope Francis waves from the balcony of St Peter’s basilica during the traditional “Urbi et Orbi” Christmas message to the city and the world, on December 25, 2019 at St Peter’s square in Vatican. (Photo by Alberto PIZZOLI / AFP)

O papa Francisco expressou neste domingo “solidariedade com o povo birmanês” após o golpe de Estado militar e pediu ao exército que trabalhe a favor de uma “coexistência democrática”.

“Rezo para que aqueles que assumem responsabilidades no país se comprometam, com sincera disponibilidade, com o serviço do bem comum, promovendo a justiça social e a estabilidade nacional a favor de uma coexistência democrática harmoniosa”, declarou o pontífice após a bênção do Angelus no Vaticano.

Francisco, que visitou Mianmar em 2017, afirmou que acompanha com “profunda preocupação” o golpe de Estado das Forças Armadas birmanesas, que na segunda-feira derrubaram o governo civil de Aung San Suu Kyi.

“Neste momento tão delicado, quero voltar a assegurar ao povo birmanês minha proximidade espiritual, minha oração e minha solidariedade”, declarou.

Agence France-Presse

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar