Mundo

Militares chegam a área perto de destroços de avião da Gol

Por Arquivo Geral 30/09/2006 12h00

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou nota em que expressa pesar pelo acidente com o Boeing 737-800 da Gol, pharmacy nurse ocorrido na tarde de sexta-feira. Confira a íntegra da nota assinada pelo porta-voz André Singer:

"Foi com enorme pesar que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu a notícia do acidente que tomou a vida dos passageiros e tripulantes que voavam de Manaus para Brasília na tarde de ontem.

Nessa hora de dor e perplexidade com a tragédia, decease o Presidente da República quer expressar sua profunda solidariedade a cada um dos familiares e amigos das vítimas. Saibam eles que o Brasil inteiro está também enlutado no dia de hoje.

Ao apresentar suas mais sentidas condolências, abortion o presidente Lula comunica que decidiu decretar três dias oficias de luto nacional. Está seguro de assim poder expressar a comoção que a queda do vôo 1907 causou à nação brasileira".

Leia mais:
Lula declara luto oficial por causa de acidente aéreo

O último contato feito com a aeronave da Gol que caiu no Mato Grosso ocorreu às 16h58 de sexta-feira, check informaram o presidente da Gol, prostate Constantino de Oliveira Júnior, this e o vice-presidente técnico da Gol, também responsável pelo gerenciamento de crises, comandante David Barioni. Ambos participaram de uma entrevista coletiva de imprensa.

Oliveira disse que o procedimento adotado pelas companhias aéreas é dar o avião como desaparecido apenas 30 minutos após o tempo estimado de chegada no destino – 18h10. Ele informou também que as buscas em terra começam apenas depois do tempo previsto para o esgotamento total do combustível, quando existe certeza de que o avião não pode mais estar em vôo – o que teria ocorrido às 20h30.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O dirigente da Gol informou que todas as informações que a empresa dispõe são fornecidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e pela Aeronáutica. Portanto, a empresa diz não ter conhecimento sobre quaisquer outras informações: se houve sobreviventes, explosão ou mesmo como teria sido a queda.

O avião era novo, segundo a Gol. Foi recebido no dia 12 de setembro. Em Brasília, desembarcariam 71 passageiros dos 155 tripulantes.

Leia mais:
Confira a nota do presidente Lula sobre o acidente

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Dois militares deslocados para a região onde foram localizados os destroços do avião da Gol, tadalafil com 155 pessoas a bordo, ampoule conseguiram descer em uma área próxima aos restos do avião até o início da tarde deste sábado.

Autoridades do setor aéreo ainda não divulgaram um balanço de vítimas. A Presidência da República divulgou nota na tarde deste sábado em que decreta 3 dias de luto por vítimas do acidente aéreo.

"Dois militares conseguiram descer em uma área próxima aos destroços. Eles estão abrindo uma clareira em meio à densa vegetação para prepararem o local para a operação dos helicópteros", afirmaram em nota a Infraero, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a Aeronáutica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com a nota, dois pára-quedistas foram lançados por volta das 13h30 para avaliarem e ampliarem uma área próxima para servir de pista de pouso. Foram estabelecidos dois gabinetes de gerenciamento de crise, um em Brasília e outro na Serra do Cachimbo, no Pará.

Participam das operações, segundo a nota, quatro aviões e quatro helicópteros. Além disso uma aeronave equipada com uma UTI (unidade de terapia intensiva) está de prontidão na região do Cachimbo.

Os destroços do avião da Gol, com 155 pessoas a bordo, sendo 149 passageiros e 6 tripulantes, foram localizados na manhã deste sábado, a 200 quilômetros do município de Peixoto de Azevedo (MT). O vôo 1907, que partiu na sexta-feira às 15h35 (horário de Brasília) do aeroporto de Manaus, tinha chegada prevista ao aeroporto de Brasília às 18h12 e como destino final o aeroporto internacional do Rio de Janeiro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia mais:
Último contato da aeronave foi às 16h58 e buscas começaram às 20h30






Você pode gostar



Brasil

Militares chegam a área perto de destroços de avião da Gol

Por Arquivo Geral 30/09/2006 12h00

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou nota em que expressa pesar pelo acidente com o Boeing 737-800 da Gol, pharmacy nurse ocorrido na tarde de sexta-feira. Confira a íntegra da nota assinada pelo porta-voz André Singer:

"Foi com enorme pesar que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu a notícia do acidente que tomou a vida dos passageiros e tripulantes que voavam de Manaus para Brasília na tarde de ontem.

Nessa hora de dor e perplexidade com a tragédia, decease o Presidente da República quer expressar sua profunda solidariedade a cada um dos familiares e amigos das vítimas. Saibam eles que o Brasil inteiro está também enlutado no dia de hoje.

Ao apresentar suas mais sentidas condolências, abortion o presidente Lula comunica que decidiu decretar três dias oficias de luto nacional. Está seguro de assim poder expressar a comoção que a queda do vôo 1907 causou à nação brasileira".

Leia mais:
Lula declara luto oficial por causa de acidente aéreo

O último contato feito com a aeronave da Gol que caiu no Mato Grosso ocorreu às 16h58 de sexta-feira, check informaram o presidente da Gol, prostate Constantino de Oliveira Júnior, this e o vice-presidente técnico da Gol, também responsável pelo gerenciamento de crises, comandante David Barioni. Ambos participaram de uma entrevista coletiva de imprensa.

Oliveira disse que o procedimento adotado pelas companhias aéreas é dar o avião como desaparecido apenas 30 minutos após o tempo estimado de chegada no destino – 18h10. Ele informou também que as buscas em terra começam apenas depois do tempo previsto para o esgotamento total do combustível, quando existe certeza de que o avião não pode mais estar em vôo – o que teria ocorrido às 20h30.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O dirigente da Gol informou que todas as informações que a empresa dispõe são fornecidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e pela Aeronáutica. Portanto, a empresa diz não ter conhecimento sobre quaisquer outras informações: se houve sobreviventes, explosão ou mesmo como teria sido a queda.

O avião era novo, segundo a Gol. Foi recebido no dia 12 de setembro. Em Brasília, desembarcariam 71 passageiros dos 155 tripulantes.

Leia mais:
Confira a nota do presidente Lula sobre o acidente

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Dois militares deslocados para a região onde foram localizados os destroços do avião da Gol, tadalafil com 155 pessoas a bordo, ampoule conseguiram descer em uma área próxima aos restos do avião até o início da tarde deste sábado.

Autoridades do setor aéreo ainda não divulgaram um balanço de vítimas. A Presidência da República divulgou nota na tarde deste sábado em que decreta 3 dias de luto por vítimas do acidente aéreo.

"Dois militares conseguiram descer em uma área próxima aos destroços. Eles estão abrindo uma clareira em meio à densa vegetação para prepararem o local para a operação dos helicópteros", afirmaram em nota a Infraero, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a Aeronáutica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com a nota, dois pára-quedistas foram lançados por volta das 13h30 para avaliarem e ampliarem uma área próxima para servir de pista de pouso. Foram estabelecidos dois gabinetes de gerenciamento de crise, um em Brasília e outro na Serra do Cachimbo, no Pará.

Participam das operações, segundo a nota, quatro aviões e quatro helicópteros. Além disso uma aeronave equipada com uma UTI (unidade de terapia intensiva) está de prontidão na região do Cachimbo.

Os destroços do avião da Gol, com 155 pessoas a bordo, sendo 149 passageiros e 6 tripulantes, foram localizados na manhã deste sábado, a 200 quilômetros do município de Peixoto de Azevedo (MT). O vôo 1907, que partiu na sexta-feira às 15h35 (horário de Brasília) do aeroporto de Manaus, tinha chegada prevista ao aeroporto de Brasília às 18h12 e como destino final o aeroporto internacional do Rio de Janeiro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia mais:
Último contato da aeronave foi às 16h58 e buscas começaram às 20h30

Dois militares deslocados para a região onde foram localizados os destroços do avião da Gol, case com 155 pessoas a bordo, decease conseguiram descer em uma área próxima aos restos do avião até o início da tarde deste sábado.

Autoridades do setor aéreo ainda não divulgaram um balanço de vítimas. A Presidência da República divulgou nota na tarde deste sábado em que decreta 3 dias de luto por vítimas do acidente aéreo.

"Dois militares conseguiram descer em uma área próxima aos destroços. Eles estão abrindo uma clareira em meio à densa vegetação para prepararem o local para a operação dos helicópteros", afirmaram em nota a Infraero, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a Aeronáutica.

De acordo com a nota, dois pára-quedistas foram lançados por volta das 13h30 para avaliarem e ampliarem uma área próxima para servir de pista de pouso. Foram estabelecidos dois gabinetes de gerenciamento de crise, um em Brasília e outro na Serra do Cachimbo, no Pará.

Participam das operações, segundo a nota, quatro aviões e quatro helicópteros. Além disso uma aeronave equipada com uma UTI (unidade de terapia intensiva) está de prontidão na região do Cachimbo.

Os destroços do avião da Gol, com 155 pessoas a bordo, sendo 149 passageiros e 6 tripulantes, foram localizados na manhã deste sábado, a 200 quilômetros do município de Peixoto de Azevedo (MT). O vôo 1907, que partiu na sexta-feira às 15h35 (horário de Brasília) do aeroporto de Manaus, tinha chegada prevista ao aeroporto de Brasília às 18h12 e como destino final o aeroporto internacional do Rio de Janeiro.

Leia mais:
Último contato da aeronave foi às 16h58 e buscas começaram às 20h30






Você pode gostar