Mundo

Israel rejeita exigências e negociações seguem sem avanço

Por Arquivo Geral 01/07/2006 12h00

Israel rejeitou hoje as exigências de atiradores da Faixa de Gaza, search healing que seqüestraram um soldado israelense, story para libertar mil prisioneiros palestinos de suas prisões, viagra 60mg enquanto esforços de mediação liderados pelo Egito para libertar o seqüestrado parecem fracassar.
Uma autoridade palestina afirmou que os mediadores disseram que o soldado estava vivo e estável, após ter seus ferimentos tratados.

Com Israel enviando tropas e tanques para o sul de Gaza e ameaçando ampliar a ofensiva a menos que o soldado Gilad Shalit seja libertado, o presidente palestino, Mahmoud Abbas, está em longas negociações com o governo do Hamas.

Soldados israelenses e atiradores do Hamas entraram em confronto no sul de Gaza em uma das piores trocas de tiro desde o início da investida para libertar Shalit. Mas não havia relatos imediatos sobre mortos ou feridos. "O primeiro-ministro Ehud Olmert reiterou que não haverá acordos, ou Shalit é libertado ou vamos agir para provocar sua libertação", disse o porta-voz do ministério de Relações Exteriores de Israel, Mark Regev, respondendo às novas demandas.

A captura de Shalit em um ataque na fronteira de Gaza no último domingo provocou uma crise que levou as relações entre israelenses e palestinos a novas deteriorações e minou qualquer chance das negociações de paz serem renovadas. O presidente norte-americano, George W. Bush, disse que a libertação de Shalit era essencial para dar um fim à crise em Gaza e deveria ser a meta inicial, informou a Casa Branca.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar