Menu
Mundo

França investiga 3 pessoas após caixões serem encontrados perto da torre Eiffel

De acordo com funcionários da promotoria de Paris, os três – cidadãos de Bulgária, Alemanha e Ucrânia – colocaram os caixões cobertos com uma bandeira francesa

Redação Jornal de Brasília

04/06/2024 10h28

Foto: Sami KARAALI / AFP

Três pessoas foram liberadas da custódia nesta segunda-feira, 3, enquanto se aguarda uma investigação mais aprofundada, depois de terem, supostamente, colocado cinco caixões ao pé da Torre Eiffel, um marco de Paris, que terá um lugar de destaque nos próximos Jogos Olímpicos.

De acordo com funcionários da promotoria de Paris, os três – cidadãos de Bulgária, Alemanha e Ucrânia – colocaram os caixões cobertos com uma bandeira francesa que incluía uma inscrição que dizia “Soldados franceses da Ucrânia”, perto da Torre Eiffel no sábado, dia 1º.

O motivo do incidente não está claro. A França está em seu nível de alerta mais alto antes dos Jogos Olímpicos de Verão em Paris e da luxuosa cerimônia ao ar livre no rio Sena, que irão ocorrer no período de 26 de julho a 11 de agosto.

‘Violência psicológica’

Na segunda-feira, os três homens foram interrogados por um juiz de instrução. A Promotoria pediu que eles fossem acusados de violência premeditada, disseram as autoridades à Associated Press. Colocar caixões ao pé do marco de Paris, onde milhões de turistas visitam todos os anos “é considerado um ato de violência psicológica” e causou aos funcionários do monumento e a outros “uma incapacidade de trabalhar”, disseram as autoridades. Eles falaram sob condição de anonimato por causa de uma investigação pendente.

No entanto, o juiz de instrução não apresentou queixa, mas nomeou os três como testemunhas assistidas – um estatuto especial ao abrigo da lei francesa – disse o Ministério Público. Eles permanecerão em liberdade enquanto se aguarda uma investigação mais aprofundada.

Os detidos no incidente da Torre Eiffel incluíam o motorista do veículo que transportava os caixões, um búlgaro de 39 anos – bem como duas pessoas associadas a ele – um alemão de 25 anos e um homem de 16 anos, ucraniano, que foi preso a bordo de um Flixbus com destino a Paris-Berlim, disseram as autoridades.

Jogos Olímpicos

Na sexta-feira, 31, as autoridades francesas levantaram acusações preliminares de terrorismo contra um jovem de 18 anos acusado de conspirar para atingir os espectadores nos jogos de futebol dos Jogos Olímpicos de Paris. Foi a primeira conspiração frustrada visando os Jogos, que começam em oito semanas.

Os anéis olímpicos serão exibidos na torre Eiffel. As medalhas olímpicas e paralímpicas de Paris estão sendo revestidas com peças de um pedaço hexagonal de ferro retirado do monumento.

Os caixões da torre Eiffel apareceram depois de outros incidentes estranhos nos últimos meses que preocupam as autoridades francesas. No mês passado, pichações mostrando mãos vermelhas apareceram no Memorial do Holocausto, em Paris. E em outubro, logo após o início da guerra entre Israel e o grupo terrorista Hamas, Estrelas de David azuis apareceram nos edifícios de Paris.

As autoridades francesas acusaram os serviços de segurança russos de provocar controvérsia em torno das estrelas. O ministro das Relações Exteriores da França, Stephane Sejourne, disse que ambos os incidentes envolveram pessoas pagas para desestabilizar e criar divisões na sociedade francesa. Fonte: Associated Press.

Estadão Conteúdo

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado