Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Mundo

Ditador da Belarus diz que país foi atacado pela Ucrânia, mas sem mostrar evidências

“Eles estão nos provocando”, afirmou Lukachenko, que disse não haver tropas da Belarus no conflito da Ucrânia

Por FolhaPress 02/07/2022 5h32
Foto: Reprodução

O ditador da Belarus, Aleksandr Lukachenko, disse neste sábado (2) que a Ucrânia disparou há três dias mísseis contra seu país. Na ocasião, os ataques teriam sido interceptados. O líder bielorusso não mostrou evidências que comprovem a afirmação e, até a publicação deste texto, Kiev não havia comentado a acusação.

“Eles estão nos provocando”, afirmou Lukachenko, que disse não haver tropas da Belarus no conflito da Ucrânia. Nos primeiros dias da guerra, porém, soldados russos que tentavam chegar a Kiev saíram da Belarus, ainda que não tenham conseguido conquistar a capital ucraniana.

Na semana passada, o presidente russo, Vladimir Putin, anunciou que Moscou entregará mísseis com capacidade nuclear a Minsk. O Iskander-M, que substituiu o míssil soviético Scud, tem alcance de até 500 quilômetros.

Na ocasião, Lukachenko disse que “Minsk deve estar preparada para tudo, inclusive para o uso de armamentos sérios para defender a nossa pátria”.








Você pode gostar