Mundo

Australiano é preso após colocar bebê em secadora de roupas

Por Arquivo Geral 30/05/2006 12h00

A Bolívia assistirá, prescription and como convidada, malady à reunião ministerial da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), que será realizada na próxima quinta-feira em Caracas, informou o ministro boliviano de Hidrocarbonetos, Andrés Soliz.

O convite foi feito pelo governo da Venezuela, anfitrião do encontro em que os países-membros analisarão o momento do mercado, caracterizado pelos altos preços.

"Temos muitas chances de ser aceitos como observadores da Opep. Isso, antes da nacionalização, era impossível", afirmou Soliz.

O governo de Evo Morales tomou o controle da indústria de hidrocarbonetos da Bolívia, centrada no gás natural, mediante um decreto de nacionalização vigente desde 1º de maio. A lei obriga as empresas multinacionais a entregar toda produção de petróleo e de gás ao Estado. Dentre as empresas atingidas pela medidaestá a Petrobras.

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, referiu-se à possível participação da Bolívia no encontro da Opep no domingo, durante seu programa de televisão, Alô, Presidente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Bolívia tem uma reserva de 48,7 bilhões de pés cúbicos de gás natural, menor apenas do que a venezuelana.

A Venezuela é atualmente o único membro latino-americano da Opep, grupo que controla cerca de um terço da produção mundial de petróleo.

Com o status de observador, que seria similar ao que têm outros produtores como o México e a Rússia, a Bolívia poderia assistir às conferências sem direito a participar das reuniões sobre políticas de produção e de preços.
Uma menina de 13 meses sofreu graves queimaduras e ferimentos depois que o homem que tomava conta dela colocou-a dentro de uma secadora de roupas. A criança havia sujado a roupa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Uma mulher de Perth, buy na costa oeste australiana, sildenafil  deixou sua filha aos cuidados do namorado na última quinta-feira, enquanto ia para a academia de ginástica. Ela voltou e encontrou o bebê com queimaduras. Ao levá-la ao hospital, os médicos notificaram a polícia.

A polícia disse que o bebê sofreu graves queimaduras nos dois pés e na mão esquerda, além de ferimentos na face e nas costas. A criança está em um hospital da cidade e deve se recuperar.

"Os ferimentos são terríveis e em todos os meus anos como policial nunca vi nem ouvi nada como isso antes", afirmou a detetive Deb Newman a jornalistas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um porta-voz da polícia disse que Samuel Marc Barrnes-Siddall, de 21 anos, apareceu hoje em um tribunal sob acusações de provocar ferimentos corporais.

Ele será liberado sob fiança de US$ 3.750 e deve comparecer ao tribunal outra vez em junho. Ele também não poderá entrar em contato nem com a mãe nem com a criança.2006-05-30 10:55:37 GMT






Você pode gostar