Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Economia

“Vamos retirar o Estado do cangote do povo brasileiro”, diz Paulo Guedes

Ministro da Economia falou sobre transformar arrecadação em desoneração de impostos e disse também que estuda como suavizar a oscilação de preços do ICMS

Por Willian Matos 05/02/2021 11h33
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a falar nesta sexta-feira (5) que o Brasil tem como meta reduzir impostos. Em encontro com outros ministros, o presidente Jair Bolsonaro e o mandatário da Petrobras, Castello Branco, Guedes disse que tem estudado como suavizar a oscilação de preços do ICMS, questão que veio à tona nos últimos dias.

Guedes pregou “respeito absoluto” à política da Petrobras, mas afirmou que tem por objetivo desonerar o imposto. “Em vez de transformar em aumento de arrecadação do governo federal, nós podemos desonerar cada vez mais esse imposto”, declarou o ministro.

“De nossa parte, estamos examinando como reduzir a tributação sobre combustíveis, sobre setor elétrico, que é justamente o que aumenta o custo do Brasil e dificulta a competitividade da nossa indústria, da nossa produção, aumenta o custo de transporte… tudo isso dificulta no final e derruba a qualidade de vida dos brasileiros.”

Guedes disse ainda que o governo Bolsonaro “vai reduzir e simplificar impostos”. “É um governo que vai reduzir e simplificar impostos, vai diminuir o grau de intervenção do Estado na economia, vai desonerar a população brasileira crescentemente. Qualquer aumento de arrecadação será transformado em redução de impostos, em vez de mais alimento para o governo central.”

ICMS nas refinarias

Durante o encontro, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre as mudanças que tem pensado para o ICMS. Bolsonaro avalia fazer com o que o imposto incida sobre o preço dos combustíveis nas refinarias, e não nas bombas, representando uma economia para os comerciantes.








Você pode gostar