Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Economia

Siderúrgicas prometem elevar produção, mas construtoras querem choque de oferta com importados

Basílio Jafet, diz que, em reunião com Guedes nesta quinta, o setor pediu redução de imposto de importação do aço por seis meses

Joana Cunha
São Paulo, SP

Dias depois de os representantes da indústria do aço se reunirem com Paulo Guedes para dizer que a produção local vai crescer, chegou a vez de a construção civil se encontrar com o ministro para reclamar do preço do insumo.

Basílio Jafet, presidente do Secovi-SP (associação das construtoras), diz que, em reunião com Guedes nesta quinta (17), o setor pediu redução de imposto de importação do aço por um período de seis meses a um ano para gerar um choque de oferta capaz de barrar os aumentos praticados e previstos no preço do produto.

Segundo José Carlos Martins, presidente da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção), Guedes afirmou que o governo está avançando nas tratativas para reduzir os impostos de importação entre países do Mercosul, que deve ser de 10%.

As informações são da FolhaPress






Você pode gostar