Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Economia

‘Querem extorquir o brasileiro’, diz Bolsonaro sobre governadores

A acusação veio depois que alguns estados foram contra fixar um teto para a alíquota do ICMS sobre combustíveis e energia elétrica

Por Camila Bairros 01/07/2022 12h59

Depois que o Congresso aprovou o projeto que fixa um teto de aproximadamente 17% para a alíquota do ICMS sobre combustíveis e energia elétrica, alguns estados foram contra, já que isso resulta em uma arrecadação menor. Bolsonaro então afirmou que esses governadores não querem ‘colaborar com o povo’.

“Começou conosco reduzindo ou zerando os impostos federais. Agora chegou a vez dos 27 governadores do Brasil. Infelizmente os nove governadores do Nordeste entraram na Justiça contra a redução dos impostos estaduais”, disse o presidente em cerimônia de visita a obras do Rodoanel (BA).

11 estados e o Distrito Federal recorreram à Justiça, mas Bolsonaro deu destaque aos do Nordeste, região em que Lula lidera as pesquisas de intenção de voto. Os governadores de Pernambuco, Maranhão, Paraíba, Piauí, Bahia, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Sergipe, Rio Grande do Norte, Alagoas e Ceará, além do DF, assinam a ação.

A alta do preço do combustível causou revolta da população e, consequentemente, a queda de José Mauro Coelho, o terceiro presidente da Petrobras do governo de Jair, que agora adotou a estratégia de transferir a responsabilidade dos preços aos governadores e ao Judiciário.

“Querem arrecadar de vocês cada vez mais e extorquir o contribuinte brasileiro”, acusou o presidente, renovando a cobrança para que reduzam os impostos sobre os conbustíveis.

“Infelizmente os 9 governadores do Nordeste entraram na Justiça contra a redução dos impostos estaduais. Não querem colaborar com o povo”, disse, em cerimônia de visita a obras do Rodoanel (BA).

“Querem arrecadar de vocês cada vez mais e extorquir o contribuinte brasileiro”, acusou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar