Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Economia

Ovos: exportação até setembro supera em 138% volume de igual período de 2020

As vendas do mês geraram receita de US$ 1,480 milhão, número 35,6% maior que os US$ 1,092 milhão registrados no ano passado”, disse a ABPA

Foto: Luis Agner/Ag. IBGE/Divulgação

As exportações brasileiras de ovos in natura e processados somam no ano 7,329 mil toneladas, volume 137,7% maior que o registrado de janeiro a setembro do ano passado, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). A receita com as vendas no período foi de US$ 11,540 milhões, 111,8% acima de 2020. “Apenas em setembro, foram exportadas 650 toneladas, volume 122,5% superior ao efetivado no mesmo período do ano passado, com 292 toneladas. As vendas do mês geraram receita de US$ 1,480 milhão, número 35,6% maior que os US$ 1,092 milhão registrados no ano passado”, disse a entidade em nota.

Os Emirados Árabes Unidos são os principais compradores do produto brasileiro, com 4,406 mil toneladas de janeiro a setembro, seguidos pelo Japão, com 649 toneladas (+185,8%) e Omã, com 271 toneladas.

“O setor de ovos tem intensificado sua participação no mercado internacional, ampliando estratégias de promoção internacional por meio da marca setorial Brazilian Egg. A principal aposta está nos Emirados Árabes Unidos, que é justamente onde há forte retomada das atividades. Ao mesmo tempo, o setor busca, com isto, reduzir os danosos impactos dos custos elevados de produção, que ainda penalizam toda a cadeia produtiva”, disse na nota o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

Estadão Conteúdo








Você pode gostar