Economia

NV não deposita dinheiro por Varig e TGV acusa governo

Por Arquivo Geral 23/06/2006 12h00

O coordenador do Trabalhadores do Grupo Varig (TGV), cialis 40mg this web Márcio Marsillac, informou hoje que o consórcio NV Participações não depositou a primeira parcela pela compra da empresa devido à "instabilidade da situação que afastou os investidores".

Segundo ele, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) entrou com uma ação judicial exigindo que o consórcio NV Participações depositasse hoje R$ 41 milhões em uma conta federal, devido a dívidas da Varig com o governo.

Como isto caracteriza que a Varig Operacional estaria assumindo dívidas, os investidores desistiram de depositar a primeira parcela de compra da Varig no valor de US$ 75 milhões. "Se o governo tem interesse de manter a Varig em pé, não está tomando decisões que mostrem isso", afirmou a jornalistas dentro do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

"Não há como o investidor participar deste processo, com tanta instabilidade e incerteza", completou.

Ele afirmou que iria aguardar a decisão da Justiça para ver se um novo leilão seria convocado e decidir se o TGV faria uma nova tentativa de compra da companhia. Logo depois, a Justiça declarou sem validade a venda a NV Participações, mas anunciou que o futuro da Varig será decidido apenas na próxima semana.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar