Menu
Economia

Josué Gomes pede afastamento da presidência da Fiesp

Dan Ioschpe, 2º vice-presidente da federação da indústria, assume o cargo por 40 dias, período indicado por Josué para seu afastamento

Redação Jornal de Brasília

23/05/2024 18h31

Josué Gomes da Silva

Foto: Agência Brasil

FERNANDA BRIGATTI
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

O presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Josué Gomes da Silva, pediu licença do cargo. A informação foi antecipada pelo Valor e confirmada pela Folha de S.Paulo nesta quinta-feira (23).

Dan Ioschpe, 2º vice-presidente da federação da indústria, assume o cargo por 40 dias, período indicado por Josué para seu afastamento.

A Fiesp não disse se Josué apresentou motivos para seu afastamento. O grupo empresarial presidido por ele, a Coteminas (Companhia de Tecidos do Norte de Minas), entrou em recuperação judicial no início de maio, depois que um credor tentou executar o vencimento antecipado de debêntures.

Os títulos de dívida foram emitidos pela Ammo Varejo em maio de 2022. A execução, segundo disse a empresa em fato relevante encaminhado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), resultaria na transferência total de ações da Ammo para um fundo de investimentos.

A Ammo Varejo vende as marcas Santista, Artex e Mmartan. O grupo inclui, ainda, a Santanense e a Springs Global (companhia-mãe, que combina a Coteminas com a americana Spring US). Essa última produz as marcas Casa Moysés, Mmartan e Artex e licencia a Santista.

No dia 17 de maio, a Ammo teve suspenso seu registro de companhia aberta por não apresentar suas demonstrações contábeis há mais de um ano. A Coteminas e a Springs Global estão na lista de empresas inadimplentes -elas chegaram a apresentar os demonstrativos do primeiro trimestre de 2023.

As dificuldades financeiras das empresas do grupo Coteminas foram tornadas públicas a partir do fim de 2022. No início do ano seguinte, a companhia começou a enfrentar protestos e ações judiciais por atrasar o pagamento de benefícios e salários.

Josué Gomes é filho de José Alencar, morto em 2011, que foi vice-presidente nos primeiros mandatos de Lula. Com a terceira eleição do político petista, o filho do aliado chegou a ser convidado para assumir a pasta da Indústria, depois entregue ao vice Geraldo Alckmin.

Eleito presidente da maior federação industrial do Brasil, Josué enfrentou, com um ano de mandato, uma rebelião de representantes de sindicatos que tentaram destituí-lo do cargo. A paz só voltou a reinar depois que seu antecessor, Paulo Skaf, interveio.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado