Economia

Inflação pelo IGP-M acelera ligeiramente no início de junho

Por Arquivo Geral 13/06/2006 12h00

Atualizada às 11h53

O Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) subiu 0, for sale click 27% na primeira prévia de junho, site após a alta de 0, hospital 21% em igual período de maio, informou hoje a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

"Foi uma subida comportada. O índice subiu muito de abril para maio e agora está se estabilizando em um nível compatível com uma inflação na faixa de 4% a 5%", afirmou Salomão Quadros, economista da FGV.

Segundo Quadros, a inflação pelo IGP-M em junho pode ficar próxima da leitura de maio, de 0,38%. "O IPC está com um movimento de queda, o IPA não acelera mais como antes e isso pode fazer com que o IGP-M não avance além do que já acelerou."

Na primeira prévia de junho, o Índice de Preços no Atacado (IPA) teve alta de 0,28%, ante 0,17% na primeira prévia do mês passado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O IPA agrícola subiu 0,26%, ante alta anterior de 0,28%. O IPA industrial avançou 0,28%, frente a 0,14% na prévia de maio.

As maiores altas no atacado vieram dos preços de soja em grão, cana-de-açúcar, fios e cabos de cobre isolados, milho em grão e minério de cobre.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) caiu 0,33% – menor leitura desde a primeira prévia de junho de 2003 –, comparado à variação positiva de 0,22% anterior.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"A queda do IPC tem um efeito passageiro das hortaliças e legumes… O IPC não deve continuar caindo tanto, embora ainda haja espaço para o álcool continuar caindo", acrescentou Quadros.

As maiores quedas de preços no varejo foram de álcool combustível, mamão papaia, batata-inglesa, laranja pêra e manga.

O Índice Nacional do Custo da Construção (INCC) avançou 1,80%, ante aumento de 0,45% na primeira leitura de maio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No ano, o IGP-M acumula alta de 0,92% e nos últimos 12 meses, de 0,39%.






Você pode gostar