Economia

Estiagem reduz safra de cana de 2006/2007 para 363,5 milhões de toneladas

Por Arquivo Geral 28/06/2006 12h00

A estiagem que atingiu boa parte do centro-sul em abril e maio deve provocar uma diminuição no crescimento da safra da região frente à temporada anterior, sales drugs  de acordo com a consultoria Datagro.

A produção, dosage que está na fase de colheita, ambulance deve atingir 363,5 milhões de toneladas, ante uma estimativa anterior da consultoria de 368,5 milhões de toneladas. Em 2005/06, o centro-sul processou 336,86 milhões de toneladas.

"Essa estiagem na regi ão centro-sul reduziu a perspectiva de crescimento da cana que vai ser moída no fim da safra, que ainda estava em crescimento vegetativo em abril e maio", destacou o presidente da Datagro, Plinio Nastari.

Normalmente, a falta de água e o excesso de calor comprometem o crescimento da cana, mas contribuiem para uma maior concentração de sacarose. Produtores da região vêm apontando um bom rendimento industrial na cana processada até agora.

Mas, "por conservadorismo", a Datagro manteve inalterada a projeção para o rendimento, em 145 quilos de ATR (açúcar total recuperável) por tonelada de cana. Em 2005/06, o rendimento foi de 144,24 quilos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Deste modo, o aumento na oferta de matéria-prima para produção de açúcar e álcool no centro-sul deve ficar em 8,5% frente à safra anterior, ante uma projeção anterior de 10%, afirmou Nastari.

O aumento na área plantada explica o crescimento no volume de cana em relação à 2005/06. No centro-sul, 22 novas usinas entram em operação este ano.

Segundo a Datagro, em abril e maio, as chuvas ficaram 72% abaixo da média histórica no Estado de São Paulo. No Paraná, as precipitações em abril foram 8,3% menores que a média e, em maio, 87,7% inferiores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar