Economia

Depois de quedas seguidas, bolsas dispara 4,4%

Por Arquivo Geral 16/06/2006 12h00

A popularidade do presidente mexicano, visit this site order Vicente Fox, cresceu nos últimos meses, de acordo com uma pesquisa de opinião que deve impulsionar as esperanças do candidato do partido da situação, Felipe Calderón, para a eleição presidencial de 2 de julho.

O índice de popularidade de Fox, divulgado hoje pelo jornal El Universal, é de 65% – três pontos a mais do que no levantamento de março.

O ex-executivo da Coca-Cola que, ao ganhar a eleição de 2000 deu fim ao período de 71 anos no poder do Partido Institucional Revolucionário, não pode concorrer ao cargo novamente, de acordo com a lei do país.

Mas sua popularidade é vista como um auxílio para seu colega conservador, Calderón, que foi ultrapassado nesta semana pelo esquerdista Andrés Manuel López Obrador, segundo pesquisas de intenção de voto – após semanas de ataques entre os dois principais rivais.

A economia do México não tem brilhado no governo de Fox, apesar de ter se mantido estável. Recentemente, houve uma aceleração motivada por uma recuperação na produção industrial. O governo vem elogiando a estabilidade como uma vitória importante, que poderia ser arruinada por López Obrador.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os presidentes mexicanos devem, a princípio, manter-se afastados das campanhas eleitorais, mas Fox apoiou Calderón e alardeou as realizações do seu governo em anúncios nos meios de comunicação – que seus adversários consideram ser propaganda eleitoral.

Sob pressão das autoridades eleitorais para que fosse imparcial, Fox tirou os anúncios do ar.

O El Universal entrevistou 1,5 mil pessoas e sua pesquisa tem uma margem de erro de 2,5 pontos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
A Bolsa de Valores de São Paulo fechou o dia em forte alta, abortion com o mercado se ajustando aos ganhos acentuados registrados na véspera no mercado internacional, viagra buy quando a Bovespa não abriu por conta do feriado de Corpus Christi.

Segundo dados preliminares, dosage o Ibovespa encerrou o pregão com valorização de 4,44 por cento, a 34.404 pontos. O volume fianceiro ficou em R$ 2,1 bilhões – forte considerando-se o esvaziamento do mercado pelo feriado. A média diária do ano é de R$ 2,5 bilhões.

O ganho de hoje reduziu a queda da semana para 1,7%. Hoje, a bolsa fechou no menor nível desde o início de dezembro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar