Brasil

Vacinação para a população de SP só deve ter início a partir de 23 de março

A data, contudo, é “uma estimativa”, pois depende do recebimento das doses do imunizante

Foto: Agência Brasil

Mariana Freira
São Paulo, SP

Idosos com mais de 75 anos na capital paulista receberão a primeira dose da vacina contra a Covid-19 somente a partir de 23 de março, segundo o secretário municipal da Saúde de São Paulo, Edson Aparecido. A data, contudo, é “uma estimativa”, pois depende do recebimento das doses do imunizante.

A vacinação dos profissionais de saúde da rede municipal teve início nesta terça-feira (19), no Hospital Municipal Dr. José Soares Hungria, em Pirituba, zona norte. Essa etapa da fase prioritária, que inclui também idosos residentes em Instituições de Longa Permanência e indígenas aldeados, deve seguir ao longo de fevereiro e março.

“A partir daí, a gente inicia a vacinação dos idosos nas nossas unidades de saúde e nos postos espalhados pela cidade. Mas a gente ainda depende [da chegada] das vacinas”, afirma o secretário.

Nesta terça, a Prefeitura de São Paulo recebeu 203 mil doses da Coronavac, que serão distribuídas para instituições públicas e particulares de saúde que atendem pacientes com a Covid-19. Nelas, por enquanto, serão imunizados somente profissionais da linha de frente do combate à doença, o que representa cerca de 40% do total de trabalhadores da saúde no município.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A prefeitura aguarda o recebimento de outras 203 mil doses em até 15 dias para administrar o reforço da vacina.

Quando a vacinação estiver disponível para a população em geral, de acordo com Edson Aparecido, serão realizadas campanhas para informar quando e aonde as pessoas devem ir.

“Nesse momento, não adianta as pessoas irem a uma unidade de saúde [para receber a vacina contra a Covid-19], porque ainda não chegou esse momento da vacinação.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As informações são da Folhapress






Você pode gostar