Brasil

Tropas do Exército treinam em favela do Rio para atuar no Haiti

Por Arquivo Geral 29/10/2007 12h00

A favela Tavares Bastos, pill na zona sul da cidade, viagra approved transformou-se hoje em um campo de batalha virtual para cerca de 650 homens do Exército. Perseguições a inimigos, viagra missões de salvamento e buscas de armas escondidas movimentaram a comunidade, que fica no bairro do Catete.

Sem mortos ou feridos, tratava-se de um exercício do batalhão que embarcará nos próximos dias para o Haiti, onde o Exército brasileiro coordena a Missão das Nações Unidas para a Estabilização. O treinamento em favelas brasileiras visa à preparação dos soldados para o ambiente que encontrarão no país da América Central que, assim como o Brasil, tem muitas favelas, algumas com a presença de quadrilhas fortemente armadas, segundo explicou o porta-voz do Comando Militar do Leste (CML), major Antonio Lamas.

“A atividade de treinamento é uma última oportunidade para que se possa checar a preparação do nosso militar antes do embarque, que acontecerá em meados de novembro”, disse.

No treinamento, os soldados têm que encontrar e imobilizar inimigos infiltrados na comunidade, e evitar serem atingidos. As armas são equipadas com uma ponteira que emite um raio laser e cada militar possui um sensor preso à farda. Se ele for acertado pelo inimigo, o tiro de laser fica registrado no equipamento, informando onde a bala o teria acertado, se fosse na vida real.

Os exercícios são supervisionados por oficiais que já estiveram no Haiti, como o capitão Frederico Lucena, que ficou no país de dezembro de 2006 a junho último. Ele informou que a situação encontrada lá requer um grande esforço de ajuda: “As favelas do Haiti se diferem das do Brasil especialmente pela miséria, que é muito grande. Isso toca o nosso soldado, que vê aquele povo necessitando de ajuda, mas primeiro tem que limpar o local da criminalidade.”

Lucena lembrou que missões como a essa também ajudam no treinamento da tropa, que volta com mais vivência profissional, principalmente em operações urbanas. E comentou: “Os soldados trazem na bagagem experiência real em combate”.

Os treinamentos prosseguem amanhã e quarta-feira, no município de Paracambi, na Região Metropolitana. Os militares fazem parte do 8º Contingente Brasileiro, com embarque previsto para o dia 18 de novembro. 






Você pode gostar