Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Prevent Senior tentou ocultar que Covid matou meu pai, diz Diogo Mainardi

Procurada, a Prevent Senior diz lamentar a tristeza do colunista, mas reafirma nunca ter escondido ou subnotificado óbitos

Por FolhaPress 27/09/2021 9h01
Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

SÃO PAULO, SP

O jornalista Diogo Mainardi afirmou em sua coluna na revista Crusoé, na sexta-feira (24), que a Prevent Senior tentou ocultar a causa da morte de seu pai, o publicitário, jornalista e escritor Enio Mainardi, em agosto de 2020. Ao falar de seu pai, Mainardi cita os casos de Anthony Wong e Regina Hang. “Assim como meu pai, eles morreram de Covid.

Assim como meu pai, eles estavam internados no hospital Sancta Maggiore. Assim como meu pai, houve a tentativa de ocultar a causa de suas mortes.” De acordo com um dossiê de posse da CPI da Covid, prontuários médicos de pacientes eram alterados para omitir informações sobre a doença. No caso do médico negacionista Anthony Wong, a própria Prevent Senior encaminhou seu prontuário para o Conselho Regional de Medicina de São Paulo, que mostra que o médico morreu de Covid-19, ao contrário do divulgado anteriormente.

No caso da mãe do empresário bolsonarista Luciano Hang, o prontuário mostra que Regina Hang recebeu os medicamentos do kit Covid, contrariando vídeo de seu filho, que afirmou que ela poderia ter sido salva se tivesse recebido o chamado tratamento precoce. O documento não diz que ela morreu em consequência da Covid.

Mainardi também afirma que a médica Nise Yamaguchi esteve envolvida em mentiras sobre a morte de seu pai. “Quando anunciei sua morte, os bolsonaristas abarrotaram as redes sociais com mentiras, negando que ele houvesse morrido de Covid. Nise Yamaguchi, a principal animadora do gabinete paralelo do Ministério da Saúde, encarregou-se pessoalmente de espalhar falsidades sobre ele em grupos de WhatsApp.”

De acordo com o jornalista, a médica que atendeu seu pai na UTI do hospital Sancta Maggiore afirmou que ele, “com toda a probabilidade”, foi infectado com Covid no local após ser internado por causa de uma pneumonia, e que o vírus atingiu seu rim -ele só tinha um.

O jornalista afirma que não citou antes o plano de saúde de seu pai porque “queria evitar que seu nome fosse novamente conspurcado pelos bolsonaristas, que o usaram para acobertar seus crimes”. Ele diz que só resolveu escrever a respeito na quarta (22), após a CPI da Covid apontar que a Prevent Senior fraudou os atestados de óbito de Wong e Hang.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em seu depoimento à CPI, o diretor-executivo da Prevent Senior, Pedro Benedito Batista Júnior, afirmou que a operadora alterou o código de diagnóstico de pacientes com Covid-19, fazendo com que a doença deixasse de ser mencionada após determinados dias de internação.

Procurada, a Prevent Senior diz lamentar a tristeza do colunista, mas reafirma nunca ter escondido ou subnotificado óbitos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar