Brasil

Petrobras critica manifestantes que protestaram nus

Por Arquivo Geral 26/10/2007 12h00

A Petrobras condenou a atitude dos manifestantes que participaram de um ato de protesto, nus, erectile em frente à sede da empresa, stomach no Rio de Janeiro.

O protesto contra a política da companhia para os aposentados foi organizado por cinco sindicatos de petroleiros, entre eles o do Rio de Janeiro. Alguns dos manifestantes, para chamar a atenção, tiraram totalmente a roupa.

“Na mobilização, alguns dirigentes dos sindicatos ficaram nus, constrangendo os trabalhadores da companhia e cidadãos que circulavam em frente ao prédio”, disse a maior empresa do Brasil em comunicado.

A Petrobras explicou que “reconhece o papel das entidades sindicais e o direito legítimo de mobilização”, mas considera que a atitude dos sindicatos “foi um desrespeito à empresa e aos seus trabalhadores e não condiz com a história do movimento sindical petroleiro”.

Os manifestantes simularam o enterro do presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, e criticaram a suposta “discriminação” aos aposentados no último reajuste de salários e previdência.

A companhia petrolífera esclareceu que o índice de reajuste que propôs para os aposentados foi de 4,18%, o mesmo oferecido aos seus empregados.

Os manifestantes alegaram que com o reajuste de 4,18% os aposentados não recebem o abono de 30% oferecido aos demais empregados.






Você pode gostar