Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Barragem em Belo Horizonte transborda e interdita rodovia

“Em decorrência da quantidade de água das chuvas direcionadas para aquele local, ocorreu o transbordamento da estrutura”, disse o porta-voz

Por Geovanna Bispo 08/01/2022 11h12
Foto: Reprodução

A Barragem de Mina de Pau Branco, na cidade de Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, transbordou na manhã deste sábado (08) após fortes chuvas. Até o momento, uma pessoa está ferida.

Segundo o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), o dique, estrutura que serve para conter a água da barragem, teria transbordado por não suportar o alto volume de chuvas, que interditou o trecho da rodovia BR-040 por conta da lama e água. Inicialmente, a corporação havia informado que a barragem havia se rompido.

“Em decorrência da quantidade de água das chuvas, ocorreu o transbordamento da estrutura. É uma estrutura considerada pequena. Essa água acabou atingindo a BR-040, que permanece fechada”, explicou o tenente Pedro Aihara, porta-voz da corporação.

“Não há nenhuma vítima fatal ou comunidade que esteja em risco neste momento que demande qualquer tipo de ação de evacuação”, finalizou o porta-voz. Segundo a Via 040, responsável pelo trecho afetado, a rodovia está completamente interditada na altura do km 562.

Já o grupo Vallourec, é responsável pela barragem, informou, em nota, que “houve transbordamento de um dique localizado na Mina de Pau Branco, em Nova Lima. Não se trata de rompimento de barragem”, ressaltou. Segundo o grupo, equipes já estão atuando no local.

No dia 23 de dezembro, também por meio de uma nota, o grupo informou que a barragem Santa Bárbara, localizada na Mina de Pau Branco, teve o seu nível de criticidade zerado. Com isso, retornou-se a classificação inicial, que atestaria a estabilidade da barragem. Além disso, uma obra foi realizada na estrutura da barragem, o que garantiria a vazão da água sem risco de erosão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Deste o final do ano passado, fortes chuvas tem castigado o estado. Segundo a Defesa Civil estadual, o período chuvoso, registrado desde outubro, já deixou seis mortos e, pelo menos, 16 mil pessoas desabrigadas. Mais de 120 estão em estado de emergência








Você pode gostar