fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Preso por feminicídio matou namorada grávida com 24 facadas

Suspeito fugiu e só foi localizado por tentar alugar casa de policial civil 

Lindauro Gomes

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
[email protected] 

Em outubro de 2018 uma mulher grávida foi morta com 24 facadas dentro de um motel. Preso, o suspeito, seu companheiro na época, foi apresentado nesta segunda-feira (26). Ele matou Suely Pereira dos Santos, de 43 anos, depois dela anunciar que estava grávida.

 O suspeito, Fabrício Moura de Queiroz, afirma que matou a mulher porque era perseguido e ameaçado pela vítima. A versão é contrariada pelo delegado que investiga o caso. 

 Segundo a polícia, após o homem sair do trabalho, o casal se encontrava em uma parada de ônibus, perto de um motel, que era caminho da casa da vítima. No dia do crime, o casal brigou e entrou no estacionamento do local, onde o suspeito desferiu 20 facadas na mulher. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 O suspeito fugiu, mas mesmo com um mandado de prisão aberto em seu nome, Fabrício tentou alugar uma casa em Manaus, onde o crime aconteceu. O proprietário do imóvel era um policial civil, que puxou seu nome no sistema e descobriu quem era. 

 O irmão da vítima esteve na delegacia na manhã desta segunda-feira (26), contou que a irmã morava com o filho de três anos e que ninguém da família tinha conhecimento do relacionamento dela com o suspeito. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 Fabrício foi indiciado por feminicídio e após a apresentação na delegacia será levado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).  




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade