Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

PMA captura serpente jararaca em balneário de Cassilândia

Uma jararaca, de aproximadamente um metro e meio de comprimento, foi capturada em um balneário de Cassilândia, Mato Grosso do Sul

Foto: Reprodução/ PMA

Neste domingo, 03, uma jararaca da espécie bothrops moojenide, de aproximadamente um metro e meio de comprimento, foi capturada em um balneário de Cassilândia, Mato Grosso do Sul — a 415 km de Campo Grande. O local é frequentado por diversos banhistas da região.

O animal foi visto por um homem de 50 anos, que informou aos policiais sobre a presença da serpente. Uma equipe da Polícia Militar Ambiental (PMA) foi imediatamente ao local para realizar a captura.

Os policiais usaram técnicas de manejo e contenção de animais silvestres. A jararaca foi capturada com uso de gancho especial sendo colocada em uma caixa de contenção.

A cobra foi devolvida para a natureza em uma vegetação distante da do balneário e da área urbana.

Sobre a espécie

A jararaca é uma cobra peçonhenta, que se alimenta de ratos e pode aparecer próximo de residências para se alimentar. A serpente resgatada tinha mais de um metro de comprimento, tamanho considerado grande para a espécie.

De acordo com a PMA, o animal é uma espécie comum no Brasil, extremamente peçonhenta, sendo a serpente mais agressiva e causa mais acidentes dentre todas as jararacas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A PMA orienta que ao avistar uma cobra ou qualquer outro animal peçonhento, ou silvestre, a pessoa mantenha sempre uma distância de segurança entre ela e o animal. Além disso, jamais tente capturar o animal, pois poderá deixar ele estressado, o que aumenta as chances de um ataque.

A recomendação é acionar o 193 e manter o local o mais seguro possível.








Você pode gostar