Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

PCDF deflagra Operação Finis em Itapoã e Paranoá

A PCDF desencadeou a Operação Finis, resultado de investigação policial de crimes de associação criminosa qualificada por parte de 2 gangues

Por Mariana Haun 23/05/2022 8h37
Foto: Divulgação/ PCDF

Na madrugada desta segunda-feira, 23, a Polícia Civil do Distrito Federal, por meio da 6ª DP, desencadeou a Operação Finis, resultado de investigação policial de crimes de associação criminosa qualificada por parte de duas gangues rivais atuantes no Itapoã e Paranoá.

Estão sendo cumpridos 59 mandados de prisão e 37 mandados de busca e apreensão.

De acordo com informações, ambas as gangues são compostas por indivíduos altamente perigosos e seus integrantes cometem, reiteradamente, diversos crimes de roubo circunstanciado, homicídio, tráfico de drogas e receptação na região do Paranoá e Itapoã, Distrito Federal.

Após investigação policial, que duraram cerca de um ano e meio, os agentes identificaram os integrantes das mencionadas gangues, além de comprovarem que, de fato, elas são rivais e estão em guerra há pelo menos cinco anos.

Em razão da disputa, os criminosos cometeram diversos homicídios consumados e tentados por conta da guerra de gangues nessas regiões, explica o delegado-chefe da 6ª DP, Ricardo Viana.

“Ademais, a investigação comprovou, ainda, que grande parte dos crimes de roubo, furto e tráfico de drogas, cometidos na região, são praticados pelos integrantes das mencionadas associações criminosas”, destaca o delegado.

Em virtude dos fatos, aconteceu a decretação da prisão dos autores e pela expedição de mandado de busca e apreensão em face dos seus integrantes, os quais foram cumpridos nessa segunda-feira, 23.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Até o momento já foram realizados 48 prisões. Sendo 5 em flagrantes.

O delegado Ricardo Viana, aponta que muitos dos investigados aproveitavam-se do saidão para cometer homicídios contra rivais. Foram pelo menos nove casos ocorridos em 2021, sendo cinco durante o benefício do saidão.








Você pode gostar