fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Mosteiro ucraniano se torna foco do coronavírus

Fundado no século XI e sede da Igreja ortodoxa ucraniana ligada ao Patriarcado de Moscou o monastério tem cerca de 250 monges

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Em Kiev, o famoso Mosteiro das Cavernas tornou-se foco do coronavírus na Ucrânia, após ignorar alertas de suspensão dos rituais religiosos.

Apenas de ontem para hoje já são 26 novos casos confirmados da doença anunciou o prefeito Vitali Klichko.

Fundado no século XI e sede da Igreja ortodoxa ucraniana ligada ao Patriarcado de Moscou o monastério tem cerca de 250 monges.

A crise ocorreu já que em março, quando o governo anunciou o fechamento das escolas e espaços públicos, o chefe do convento, Paul, pediu aos fiéis “que se apressassem para as igrejas”, que não tivessem “medo de nada” e que “se abraçassem”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mas Paul mudou o discurso e disse nessa semana “Não somos anjos, também podemos adoecer”. Um boato na cidade da conta de que ele está contaminado com o novo coronavírus. 

Outro superior de um convento ortodoxo, que pertence à mesma Igreja em Kiev, anunciou nesta quinta-feira no Facebook que testou positivo para doença. 




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade