fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Justiça aceita denúncia, e Najila e ex-marido viram réus

Najila Trindade e Estivens Alves serão investigados por fraude processual. Denúncia de extorsão foi rejeitada

Willian Matos

Publicado

em

Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

Da redação
redacao@grupojbr.com

A Justiça de São Paulo aceitou  a denúncia do Ministério Público (MP) por fraude processual contra Najila Trindade e o ex-marido dela, Estivens Alves, no caso em que a modelo acusou o jogador Neymar de tê-la estuprado durante um encontro em Paris, na França, no dia 15 de maio. Nessa mesma acusação, o ex de Najila ainda foi acusado de ter divulgado conteúdo erótico da modelo em troca de publicações na internet.

A decisão foi acatada na última sexta-feira (27). Antes, ainda na semana passada, a Justiça já havia rejeitado a denúncia do MP por denunciação caluniosa e extorsão contra Najila Trindade. Cabe recurso.

No entendimento da Justiça, Najila e Estivens dificultaram as investigações da Polícia Civil, atrapalhando as apurações sobre os supostos estupro e arrombamento do apartamento da modelo, de onde teria sido furtado um tablet dela com imagens.

A defesa de Najila informou que irá recorrer dessa decisão judicial. Os advogados de Estivens não se pronunciaram.

Apesar da acusação, a defesa de Najila comemorou a decisão da Justiça em rejeitar a acusação do MP por denunciação caluniosa e extorsão. A juíza Andrea Coppola, da 30ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça (TJ), alegou que não havia provas suficientes para incriminar a modelo por esse crime.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade