fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Jovem se passava por mestre espiritual para cometer estupro

“Ele dizia muitas vezes que o pinto dele era mágico”, conta uma das vítimas. Relatos também mencionam agressão e estelionato

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Um jovem estudante de filosofia da Universidade Federal do Ceará é acusado de cometer estupro contra outros jovens em uma comunidade de Fortaleza-CE. Se apresentando como guru, Pedro Ícaro de Medeiros, conhecido como Ikky, se passava como mestre espiritual para praticar os abusos.

O caso, divulgado no domingo (19) pelo programa Fantástico, da TV Globo, começou a vir à tona no início deste ano. O jovem prometia cura a traumas de infância com sexo e rituais violentos

Ikky mirava pessoas que faziam parte de grupos voluntários que ajudam pessoas pobres com doações, massagens e acupuntura. As vítimas têm, em média, 20 anos. Ao adentrar aos grupos, o acusado implantava um código de silêncio.

Até que no início deste ano, pessoas começaram a sair e quebrar este código. Declarações de vítimas dão conta que este silêncio implantado escondia não só estupro, mas também agressões e estelionato.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Ele dizia muitas vezes que o pinto dele era mágico”, conta uma das vítimas. “Não só pra mim, mas pra uma roda de pessoas.”

Veja mais sobre o caso.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade