fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Jovem internado em UTI após ter sido espancado dentro de ala psiquiátrica volta a falar

Jovem foi agredido no Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande-SP, onde estava internado devido a uma crise depressiva

Avatar

Publicado

em

Foto: Arquivo Pessoal
PUBLICIDADE

O jovem de 19 anos que estava internado em um hospital desde o dia 30 de setembro, após ter sido violentamente espancado, está respondendo bem ao tratamento e voltou a falar. Thiago Barduco foi agredido por um paciente que dividia o quarto de uma ala psiquiátrica com ele.

O jovem foi agredido no Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande-SP, onde estava internado devido a uma crise depressiva. Após sofrer as agressões, ele foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital.

Michele Belini, tia do jovem, relatou, em entrevista ao Portal G1, que Thiago está se recuperando bem. Além de conseguir falar algumas palavras enroladas, ele já consegue ficar de pé.

Foto: Reprodução/Facebook

A tia publicou nas redes sociais que espera por justiça pelo que aconteceu ao rapaz. “A luta continua pelo seu tratamento, não iremos nos calar, que a justiça seja feita. Sempre com você”, escreveu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Hospital Municipal Irmã Dulce emitiu uma nota sobre o caso:

“A direção do Hospital Municipal Irmã Dulce esclarece que o paciente em questão segue recebendo toda a assistência necessária ao seu caso, tendo alta da UTI em 08/10, após apresentar melhora em seu quadro de saúde. Ele segue internado na unidade, acompanhado pela equipe de Neurocirurgia. A conduta médica adotada previa sedação ao paciente, que já está sendo retirada gradativamente, para avaliação de seu estado geral e continuidade de seu tratamento.

O Hospital lamenta o ocorrido, ressaltando que trata-se de um caso isolado, decorrente da ação individual de um paciente, apesar das medidas de segurança rotineiramente adotadas no local. Inclusive, um Boletim de Ocorrência foi registrado sobre o caso.

Os familiares do paciente estão acompanhando todo o tratamento e recebendo constantemente as orientações das equipes médicas quanto ao caso.”




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade