Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

Jovem aplica golpe do ‘falso PIX’ para comprar cervejas, uísques e pizzas e dá calote de mais de R$ 1,4 mil

No domingo, 03, um jovem, de 18 anos, foi encaminhado para a 1ª Delegacia de Polícia de Corumbá (MS), suspeito de estelionato

Foto: Reprodução/GoogleMaps

No domingo, 03, um jovem, de 18 anos, foi encaminhado para a 1ª Delegacia de Polícia de Corumbá (MS), cidade a 428 km de Campo Grande, suspeito de estelionato. Um proprietário de um restaurante acionou a Polícia Militar após perceber que o jovem usava comprovantes falsos de transferências via PIX como forma de pagamento, segundo registro policial.

Entre as compras do rapaz estão cervejas, uísques e marmitas. Conforme o proprietário, de 32 anos, há pelo menos uma semana o suspeito não depositava os pagamentos dos pedidos. Durante esse período, o prejuízo ao restaurante ultrapassou R$ 1,4 mil.

Ainda segundo o comerciante, os pedidos eram feitos via aplicativo de mensagens. No domingo, o jovem solicitou a entrega de 30 cervejas, que totalizaram R$ 245. Porém, quando a vítima recebeu o comprovante de pagamento percebeu que a quantia não havia sido depositada na conta bancária dela.

A partir de então, o proprietário foi conferir os pedidos anteriores do cliente e constatou que não havia nenhum depósito. Ele enviou seis cervejas ao endereço do cliente e disse para o entregador que informasse ao suspeito que o restante chegaria por meio de outro funcionário.

Contudo, no lugar das cervejas restantes, o proprietário compareceu à residência com a Polícia Militar. O suspeito foi encaminhado para a delegacia e confessou a autoria do golpe, contando que ele mesmo criava os comprovantes falsos e enviava ao proprietário, segundo consta no boletim de ocorrência.

Às autoridades, o jovem ainda informou que praticou o mesmo golpe contra uma pizzaria, no mesmo dia em que foi descoberto.

Momentos depois, um tio do suspeito compareceu à delegacia e pagou à vítima o valor de R$ 1.236. Com isso, o proprietário do restaurante desistiu de representar criminalmente contra o jovem, de acordo com o registro policial.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar