fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Homem é preso sob acusação de abuso sexual contra a filha de 8 anos

Em 2013, ele também havia sido preso sob a elgação de ter abusado a filha mais velha, que tinha 10 anos

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A Polícia Militar de Minas Gerais prendeu, na última quinta-feira(29) um homem de 45 anos pela suspeita de ter abusado sexualmente da filha, 8 anos, na cidade de Betim. De acordo com as informações do portal O Tempo, o caso foi descoberto após a mãe da criança levar ela e a irmã da garota até a Delegacia da Mulher e fazer um boletim de ocorrência.

Esta não é a primeria vez que o homem é acusado de um crime desta natureza. Em 2013, ele também havia sido preso sob a elgação de ter abusado a filha mais velha, que tinha 10 anos. Segundo as informações, o suspeito teria chegado alcoolizado em casa e tirado a roupa da criança enquanto a mãe da garota estava trabalhando. Entretanto, a menina saiu correndo do local com a irmã, que tinha 10 meses, e pediu ajuda para alguns moradores da rua.

Embora tenha ficado quatro anos preso em regime fechado, o homem teve a pena convertida para o semi-aberto. E, atualmente, desempenhava a função de pedreiro em uma obra no centro de Betim.

Para a delegada responsável pelo caso, Ariadne Elloise Coelho, os crimes foram descobertos pela irmã mais velha da vítima, de 17 anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Como os pais estavam separados, ele tinha direito a visita e pegava a criança de 15 em 15 dias. Os abusos aconteciam nessas ocasiões e só foram descobertos porque a mais velha notou que a irmã estava diferente nos últimos tempos, inventando motivos para não ir para a casa do pai, e quis saber o motivo. Ao narrar sua história do abuso sofrido, a caçula se sentiu confortável e contou o que estava acontecendo”, explicou a delegada.

Ainda segundo Ariadne Elloise, a garota narrou os fatos de modo bastante claro e deu detalhes a respeito de toda a situação e até mesmo sobre o desconforto que sentiu.

“Apesar da pouca idade e de não conseguir precisar as datas específicas, ficamos surpresos com a narrativa. Ela nos contou que ele sempre pedia desculpas após os abusos e dizia que não faria mais, porém, acabava repetindo o ato”, revelou.

O homem preso nega todas as acusações. Ele foi levado para o Ceresp da Gameleira, na cidade de Belo Horizonte. Se condenado, o suspeito pode pegar mais de 10 anos de prisão, uma vez que a pena será agravada por ele ser pai da vítima e pela reincidência.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por fim, a delegada explicou o motivo da mãe da garota ter permitido que a menina convivesse com o homem mesmo após a filha de 17 anos ter sido vítima dele. contou que a mulher pensava que a justiça garantia o direito de convivência para o homem devido ele ser pai da criança e por estarem passando por um processo de separação, em que a guarda compartilhada não foi discutida.

“Houve uma falha na comunicação, porque o juiz da Vara da Família não tem acesso a esse tipo de informação e ela não foi orientada por um profissional a relatar o caso. Além disso, tanto ela, quanto a filha mais velha, afirmaram estar em choque, porque acreditavam que ele tinha mudado”, finalizou.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade