fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Estudante fica 5 meses presa após ser confundida com criminosa

Engano ocorreu porque Janaina tem o nome semelhante ao de uma mulher procurada pela Justiça

Avatar

Publicado

em

Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

A estudante Janaína Araújo Silva fora, de 23 anos, passou 5 meses presa por engano após a Polícia Civil cumprir um mandado de prisão por tráfico de drogas e organizações criminosas. A jovem foi presa em julho e relatou ao Portal G1 que sofreu os piores dias de sua vida.

O engano ocorreu porque Janaina tem o nome semelhante ao de uma mulher procurada pela Justiça chamada Janaína Araújo da Silva. A suspeita morava em Belém, no Pará.

A estudante foi presa em Cruzeiro do Sul-AC. Foi a mãe dela que descobriu o engano cometido pelas autoridades, quando tentou tirar a carteirinha de visitantes no Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), meses depois, para ver a filha.

No sistema do instituto, as informações do cadastro eram da verdadeira suspeita e não batiam com os dados da jovem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com isso, a família contratou um advogado e confirmou que Janaína estava presa injustamente. No dia 14 de dezembro, a estudante deixou o presídio após meses encarcerada por um crime que não cometeu.

De acordo com o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), o erro ocorreu no momento em que a Polícia Civil foi cumprir o mandado.  Ainda segundo o Instituto, no presídio não há como conferir as informações e o erro foi descoberto apenas quando a família revelou a situação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC), a Corregedoria-Geral está investigando o caso. Já a Polícia Civil diz que não consta nos registros nenhuma prisão nesse sentido e que está buscando em outras forças policiais de onde partiu a prisão.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade